Publicidade

Correio Braziliense

Faltam vacinas contra a gripe para idosos e profissionais da saúde

Secretaria de Saúde espera nova remessa de vacinas na semana que vem com o objetivo de atender esses dois grupos prioritários. Até agora, quase 294 mil pessoas foram imunizadas


postado em 01/04/2020 21:14 / atualizado em 01/04/2020 21:15

Esta é a segunda semana da Campanha de Vacinação contra Influenza(foto: Minervino Junior/CB/D.A Press)
Esta é a segunda semana da Campanha de Vacinação contra Influenza (foto: Minervino Junior/CB/D.A Press)
Essa semana começou a segunda etapa da Campanha de Vacinação contra Influenza. Desta vez, o grupo alvo são os profissionais de saúde. Na semana passada, os idosos foram imunizados. Apesar do esforço para imunizar esses dois grupos prioritários, nem sempre o público-alvo consegue encontrar as vacinas.


Foi o que aconteceu nesta quarta-feira (1º/4) com a enfermeira Thayane Alves, 21. A profissional buscou a vacina em três lugares: o Hospital das Forças Armadas (HFA), no Sudoeste, o Centro de Saúde n° 4 e a Clínica da Família n° 2, os dois últimos em Samambaia Sul.

“Procurei a vacina por ser considerada grupo prioritário, sou profissional de saúde, além diss, onde eu trabalho, no Instituto de Cardiologia, todos os colaboradores são obrigados a tomar a vacina da gripe. Por esses dois motivos que se completam, procurei a vacina. No HFA, fui informada de que o estoque diário havia chegado ao fim. Nas outras unidade,  já tinham placas avisando que a vacinação estava sem previsão de retorno”, contou.

O mesmo aconteceu com Anastácio Guilherme, 70 anos, que desde a semana passada tenta, sem sucesso, a imunização. O trabalhador autônomo buscou as Unidades Básicas de Saúde nº 1 e 2, em Taguatinga.

“No primeiro dia da campanha de vacinação estive nos postos da Praça do Bicalho e da QNG, antes das 14h, já tinham acabado os suprimentos de vacinas. Tentei ainda na segunda, terça e quinta-feira da semana passada, em nenhum dia consegui em nenhum desses dois postos”, disse.

Anastácio ainda tentou uma última vez na terça-feira (31/3), novamente sem sucesso. “Na QNG, eles me informaram que as vacinas só serão efetuadas depois do dia 7. Acredito que esse ano não vou me vacinar”, lamentou Anastácio.

Nova remessa

 
A Secretaria de Saúde (SES) informou que a falta de vacina contra a gripe pode ocorrer em algumas salas, devido à alta demanda e que, até agora, quase 294 mil pessoas foram imunizadas. Diz ainda que quem encaminha as vacinas aos estados é o Ministério da Saúde. Há previsão de que a pasta encaminhe nova remessa na semana que vem. Além disso, a Secretaria está com processo em andamento para aquisição de 70 mil doses.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade