[an error occurred while processing this directive] Secretaria de Saúde recebe doações de empresas no DF - Cidades
Publicidade

Correio Braziliense

Secretaria de Saúde recebe doações de empresas no DF

Após a epidemia da Covid-19, os equipamentos ainda estarão disponíveis para a população


postado em 02/04/2020 09:42 / atualizado em 02/04/2020 10:23

O Hospital Regional da Asa Norte (Hran) recebeu um ventilador e três monitores de sinais vitais (foto: Ed Alves/CB/D.A Press)
O Hospital Regional da Asa Norte (Hran) recebeu um ventilador e três monitores de sinais vitais (foto: Ed Alves/CB/D.A Press)
A Secretaria de Saúde do Distrito Federal recebeu doação de equipamentos para reforçar os atendimentos às pessoas que precisam de terapia intensiva. A concessionária Kyoto Motors cedeu ao Hospital Regional da Asa Norte (Hran) um ventilador e três monitores de sinais vitais com mais três bombas de sinais vitais, entregues pela rede de farmácias Unicom. 

A rede de farmácias está doando, ao todo, equipamentos para oito leitos. Além disso, ainda estão previstos para chegarem oito ventiladores pulmonares, cinco monitores e mais cinco bombas de sinais vitais.

De acordo com a Secretaria de Saúde, os equipamentos já fazem parte do sistema de saúde da capital e auxiliarão no atendimento aos pacientes do DF. 

Doações

O GDF publicou o Decreto 40.559 criando o Comitê Emergencial Covid-19. O texto autoriza ao governo a receber doações de diversas naturezas sem qualquer tipo de ônus ou encargo ao DF.

O governo no DF formou uma rede de captação de doações. Ela é composta por integrantes de diversos órgãos e entidades, como as secretarias de Economia,Saúde, Orçamento, Desenvolvimento Econômico, Comunicação, Justiça e Cidadania, Gestão Administrativa, Economia e Fazenda e Planejamento.

Além delas, também fazem parte representantes da Controladoria-Geral, Casa Civil, Banco de Brasília, Federação do Comércio de Bens Serviços e Turismo (Fercomércio/DF), Federação das Indústrias (Fibra/DF), Federação da Agricultura e Pecuária (Fape/DF), Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL-DF), Associação Comercial (ACDF), Sindicato da Indústria da Construção Civil (Sinduscon/DF), Associação Brasiliense de Construtores (Asbraco), Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas  (Sebrae) e Conselho Permanente de Políticas Públicas e Gestão Governamental do GDF.

 

Com informações da Agência Brasília

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade