Publicidade

Correio Braziliense

Saúde promove vistorias em 10 cidades durante ação contra o Aedes aegypti

Atividades aconteceram neste sábado (4/4), em regiões como Guará, Samambaia e Varjão. Trabalho continuará em todos os sábados, até o fim do ano


postado em 04/04/2020 17:00 / atualizado em 04/04/2020 17:43

Agentes de Vigilância Epidemiológica em Saúde estiveram nas ruas até as 14h(foto: SES-DF/Divulgação)
Agentes de Vigilância Epidemiológica em Saúde estiveram nas ruas até as 14h (foto: SES-DF/Divulgação)
Cem agentes da Diretoria de Vigilância Ambiental em Saúde visitaram, neste sábado (4/4), 10 regiões administrativas do Distrito Federal durante uma ação de combate ao mosquito Aedes aegypti. O trabalho continuará semanalmente, no mesmo dia, até o fim do ano, segundo a Secretaria de Saúde (SES-DF). O vetor é transmissor de doenças como dengue, zika e chicungunha.

Entre 29 de dezembro de 2019 e 21 de março, a pasta registrou 15.453 casos prováveis de dengue no DF. As notificações levam em conta pacientes suspeitos que morem em áreas onde há casos da doença ou que tenham viajado para locais com ocorrência de transmissão ou presença do mosquito. A pessoa também precisa apresentar ao menos dois sintomas ou ter resultado positivo na prova do laço.

O total de registros suspeitos no DF subiu 125,25% em comparação a igual período de 2019. A SES-DF registrou duas mortes, 239 casos com sinais de alarme e 15 pacientes em situação grave. No ano passado, no mesmo intervalo de tempo, 11 pessoas morreram.

Além dos agentes da Vigilância Ambiental, 250 bombeiros militares e 12 agentes de trânsito do Departamento de Estradas de Rodagem (DER-DF) visitaram as residências e vistoriaram rodovias, em busca de possíveis focos do mosquito. Os trabalhos terminaram às 14h.

Os trabalhos aconteceram no Guará, Itapoã, Núcleo Bandeirante, Riacho Fundo 1 e 2, Varjão, na Arniqueira, Candangolândia, em Samambaia e Vicente Pires. A ação contou com reforço de 335 profissionais, sendo que outros 265 iniciarão treinamento e, em breve, estarão nas ruas. Todos que trabalharam neste fim de semana receberam máscaras, e o acesso aos imóveis aconteceu apenas nas áreas externas.
 
Com informações da Agência Brasília 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade