Cidades

Mesmo com as portas fechadas, restaurantes apostam no delivery na Páscoa

Com as portas fechadas, estabelecimentos pretendem levar a refeição para a casa do cliente e esperam aumento nas vendas em meio à crise provocada pela pandemia. Empresários do DF estão otimistas com a Semana Santa e capricham nos cardápios para o período

Juliana Andrade
postado em 09/04/2020 06:00
 (foto: Vinicius Cardoso Vieira/CB/D.A Press)
(foto: Vinicius Cardoso Vieira/CB/D.A Press)
No 'A Mano, a equipe está trabalhando com delivery desde o fechamento do comércio e também prepara pratos especiais para a Semana SantaA Sexta-Feira da Paixão e a Páscoa estão chegando. Neste ano, a celebração vai ser diferente. Não apenas para os cristão, que vão celebrar a ressurreição de Cristo em casa, mas também para os restaurantes e o comércio. Se antes os estabelecimentos montavam os cardápios com peixes, para a sexta-feira, e se preparavam para receber as famílias para um almoço de Páscoa, agora a aposta é no serviço que tem ganhado espaço durante a quarentena: as entregas ou ainda as refeições por encomendas. O setor acredita no aumento das vendas neste fim de semana.

Dionízio Massini, proprietário do restaurante Serra Gaúcha, vai abrir pela primeira vez o estabelecimento na Sexta-feira da Paixão. ;Eu sou de família italiana, somos muito católicos, então nunca trabalhei na Sexta-Feira Santa, sempre fechei o restaurante. Mas, nesse ano, com essa dificuldade, me obriguei a funcionar no feriado;, conta. Respeitando o decreto de quarentena, o restaurante vai funcionar apenas por meio de delivery. ;As pessoas podem encomendar os pratos, tanto para retirada no balcão quanto no drive thru. Também há a possibilidade de ligar e reservar. Nós entregamos na residência com taxa grátis;, garante.

Para a data, o empresário preparou um cardápio especial. Entre as opções, um salmão preparado na parrilla, churrasqueira típica na Argentina e Uruguai. Para o domingo de Páscoa, ainda há a opção de um rodízio de galeto por tele-entrega. Dionízio destaca que na Páscoa costumava receber muitas famílias no restaurante, e que agora o objetivo é levar esse momento para a casa das pessoas. ;A nossa expectativa é de que venda muito, inclusive aumentei a equipe de atendimento e o número de motoboys;, destaca.

A atitude vem se repetindo em outros estabelecimentos. No ;A Mano, a equipe está trabalhando com delivery desde o fechamento do comércio e também prepara pratos especiais para a Semana Santa. ;Preparamos dois pratos: um bacalhau à portuguesa e um camarão rosa grelhado;, afirma André Sampaio, proprietário e diretor operacional. Os pratos contam com acompanhamento. Para atender ao público na sexta-feira, o restaurante vai aceitar encomendas até as 17h. ;As pessoas podem fazer o pedido por telefone ou pelo WhatsApp. A entrega é feita pelos próprios funcionários;, detalha.

Comodidade

Os clientes têm aprovado a iniciativa. A jornalista Nathália Vajas, 26 anos, encomendou o almoço de Páscoa da família. ;Normalmente, no domingo de Páscoa a gente costumava reunir a família toda, até as pessoas que não moram aqui em Brasília. Mas como precaução pelo coronavírus, a gente preferiu não fazer esse almoço;, diz. Porém, a celebração de uma data tão especial para eles não poderia passar em branco. ;Esse ano, a gente não vai poder se reunir, então encomendamos a refeição só para os de casa mesmo;, diz. Nathália já havia usado o serviço de encomenda por causa da comodidade. Nesse ano, ele foi ainda mais necessário. ;Além de ser muito gostoso, a gente não tem o trabalho de ficar na cozinha, não precisa lavar panela. Esse tipo de serviço é muito prático. Você liga uns dias antes, faz a encomenda e fica despreocupada;, garante.

Setor está otimista com o feriado


As encomendas para o feriado têm deixado alguns empresários otimistas. Para Beto Pinheiro, presidente da Associação Brasileira de Bares e Restaurante do Distrito Federal (Abrasel-DF), a Semana Santa vai proporcionar um aumento nas vendas. ;A expectativa é de que as vendas por delivery ganhem força. Muita gente está se preparando com alguns pratos especiais, com peixes;, destaca. Para ele, os empresários devem se preparar para o feriado. ;As vendas devem ganhar força principalmente na sexta-feira;, ressalta.

A equipe do restaurante Southside, por exemplo, já sentiu um aumento nas vendas após se cadastrar em um aplicativo de entrega. Eles esperam que as vendas aumentem ainda mais no feriado. ;A situação é totalmente nova para a gente. A nossa casa não era voltada para o delivery. Eu espero que nesse feriado, e com essa nova forma de venda, a gente tenha um aumento de 50% em relação à semana anterior. É um chute otimista;, diz um dos sócios, Gustavo Guedes. A empresa preparou um combo para a Sexta-feira Santa, com bacalhau e vinho. Os pedidos podem ser feitos pelo WhatsApp ou pelo aplicativo de entrega.

No Bla;s, os empresário também esperam vender mais no feriado. Eles perceberam a mudança na forma de consumir do brasiliense. ;Com certeza, vamos vender ainda mais no feriado. O brasiliense está começando a impulsionar esse mercado de delivery;, diz o gerente do estabelecimento, Alvenilson Silva. No cardápio, a empresa vai oferecer os pratos tradicionais de peixe e frutos do mar. ;Estamos preparando um combo, com entrada de bolinhos de bacalhau, uma massa recheada e uma cerveja;, completa.

SERVIÇO

Confira alguns restaurantes com cardápios voltados para a Semana Santa

; Bla;s
CLN 406, bloco D, loja 38
Asa Norte
Delivery: Rappi, iFood e Uber Eats
Take Out: (61) 3879-3430

; Southside
SHCS CLS 407 Asa Sul
Delivery: iFood
Take out: (61) 3541-3722

; Nakombi
SCLS 404, bloco B, loja 35 Asa Sul
Delivery: iFood e Uber Eats
Take Out: (61) 3264-6888

; Serra Gaúcha
QS 3, lote 19, loja 1 Taguatinga
Delivery e take out: 3352-5353 / 9656-1292 (WhatsApp)

; ;A Mano
CLS 411, bloco D Asa Sul
Delivery e take out: 3245-8235 (WhatsApp e telefone)

; Nativas Grill
SIA trecho 14, lote 5 Guará
Delivery e take out: 3038-4680 / 99375-3967 (WhatsApp e telefone)

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação