Cidades

Grita geral

grita.df@dabr.com.br (cartas: SIG, Quadra 2, Lote 340 / CEP 70.610-901)

postado em 15/04/2020 04:27
grita.df@dabr.com.br  (cartas: SIG, Quadra 2, Lote 340 / CEP 70.610-901)

Samambaia
Falta de iluminação

A quadra QR 517, em Samambaia, está sem iluminação pública, segundo Rogério Moreira, 47 anos, morador da região. ;As lâmpadas dos postes estão queimadas há bastante tempo, o que causa bastante transtorno. Nós, que moramos no conjunto 5, em frente à quadra de esporte, cansamos de ver pessoas sendo assaltadas à noite, quando elas voltam do trabalho. Não temos segurança ao andar na rua de noite. Se houvesse luz poderíamos ajudar a identificar os infratores;, relata.

; A Companhia Energética de Brasília (CEB) informou que uma equipe esteve no local na última segunda-feira (13/4) para fazer a manutenção dos postes de iluminação pública e efetuar a troca das lâmpadas que estavam queimadas. Ressaltaram que qualquer morador que identifique a necessidade de assistência nos equipamentos pode entrar em contato com a CEB pelo 116 e solicitar o serviço.




Gama
Reforma no parque

O administrador Felipe Luis Vasques, 31 anos, morador do Gama, entrou em contato com a coluna Grita Geral para reclamar que o Parque Vivencial, no Setor Norte da região administrativa, precisa de reformas. ;A estrutura de todo o ambiente é vergonhosa, quando comparada a outros espaços de lazer e preservação ambiental. Aos distritais que demonstram grande amor pelo Gama, faço as perguntas: quando será que algum de vocês vão ter a coragem de bancar essa ideia de reforma? Não conseguem resolver?;, questiona.

; O Instituto Brasília Ambiental (Ibram) esclareceu que o Parque do Setor Norte foi recriado recentemente, em dezembro de 2019, como Parque Ecológico do Gama. O Ibram ressalta que esta redefinição foi um passo extremamente importante; agora, o órgão ambiental poderá praticar ações de gestão no local com a devida segurança jurídica. Entre as ações de gestão, destacam-se: remoção de ocupações irregulares e destinação de recursos de compensação ambiental para o local. Sobre as verbas que já foram aprovadas na Câmara de Compensação Ambiental, vale ressaltar que serão direcionadas para a revitalização das estruturas já existentes no parque; valores na ordem de R$ 3 milhões.



Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação