Cidades

"Minha preocupação é com os outros"

postado em 19/04/2020 04:09


;Ficar em casa tem sido relativamente tranquilo, porque gosto muito disso. Adoro minha casa, curto muito jogar videogame, ver filme, ler. Moro em um lugar muito legal, que tem um quintal grande, onde tenho condição de passear com meu cachorro, estar em contato com a natureza. Para mim, o problema não é ficar em casa, mas o que as pessoas estão passando por causa dessa pandemia. Minha preocupação é com os outros, principalmente com quem está passando por uma série de problemas.

Como professor, estou gravando aulas, editando, fazendo lives o tempo todo. Diria que estou até trabalhando mais do que trabalharia presencialmente. A parte mais difícil é a da disciplina. De home office, não é algo simples. Para um cara como eu, que tem deficit de atenção e hiperatividade, é difícil. Mas estou conseguindo aos poucos, sem grandes problemas, focar e fazer minhas atividades diárias.

A melhor parte é ficar em casa, mas o motivo disso que é péssimo. Sinto falta de encontrar amigos e amigas, ir a eventos sociais, ao cinema, jantar fora. O que esse momento de isolamento tem me ajudado a perceber é quão importantes são essas pequenas coisas da vida. Inclusive, uma das dificuldades é com relação aos exercícios. Mas tenho tentado fazer exercícios, sessão de ioga, meditação e me cuidar em termos de alimentação, para manter a rotina. A grande dica é se ocupar.;

Marcelo Padilha, 41 anos,
professor de biologia e ciências, morador do Park Way

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação