Cidades

Redecorar a casa é forma eficaz de espantar o baixo astral na quarentena

Em tempos de pandemia, os brasilienses têm aproveitado o tempo em isolamento para reorganizar a casa. Especialistas afirmam que pequenas mudanças, como trocar os móveis de lugar, repaginar objetos de decoração ou mudar a cor de uma parede podem renovar o clima do seu lar

Erika Manhatys*, JULIANA ANDRADE, Ana Maria da Silva*
postado em 29/04/2020 06:00

Nesta quarentena, Julia pôde deixar em dia tarefas atrasadas . Antes, a rotina apertada não permitiaFicar em casa nem sempre é sinônimo de ociosidade ou tédio. Em tempos de quarentena, muitos têm aproveitado o período de isolamento social para dar uma repaginada no lar. Uma cor nova na parede, reorganização dos móveis, e uso de objetos de decoração dão um novo visual, e mudam o clima de qualquer ambiente. Afinal, nada como cuidar do lugar onde os brasilienses estão passando a maior parte do dia, se não, todo o dia. Atividades que, há muito tempo, estavam deixadas de lado devido a correria do dia a dia, agora, ganham espaço na rotina.

A roupa jogada no fundo do guarda-roupa, o curso adiado por meses e até os livros empoeirados na estante eram a prova de que os horários da estudante Júlia da Silva, 21 anos, não permitiam que ela se dedicasse à organização. ;Eu sempre tive uma rotina muito corrida com faculdade e trabalho. Quando chegava em casa, só queria saber de tomar banho e dormir;, diz. Todas as atividades proteladas tiveram a oportunidade de serem colocadas em dia durante a quarentena. ;Quando as coisas voltarem ao normal, não quero sentir que este tempo não foi bem aproveitado. Quero fazer algo que a Júlia do futuro, pós quarentena, se sinta grata. Quero me agradecer por ter aproveitado este período da melhor maneira possível;, afima.

Para a meta ser alcançada, Júlia se esforça para concluir todas as suas atividades atrasadas, a começar pela arrumação do quarto. ;Eu me empenhei não só para organizar o ambiente, mas para manter tudo limpo. Agora tenho tempo, então pensei: ;Porque não?;;, lembra. Júlia começou pelo banheiro, organizando os produtos pessoais. ;Com meu guarda-roupa não foi diferente. Eu sempre procuro organizá-lo mensalmente, e, com a quarentena, tive mais tempo para arrumar com paciência, separando tudo do meu jeito: por estampa e categoria;, detalha.

Dona de um brechó online, a universitária aproveitou a arrumação do guarda-roupa para praticar o desapego e conseguir novos produtos para a loja. ;Como arrumei com muito mais atenção e com o novo olhar pensando no brechó, procurei tirar todas as roupas que não uso mais;, explica. ;Já separei algumas peças para vender, pude lavar tudo, dobrar e organizar;, acrescenta. Para Júlia, a organização deixou o momento do isolamento mais leve. ;Estou lendo meus livros e tocando meu ukulele. Só de pensar que tudo vai trazer resultados positivos e que vou colher os frutos, faz com que eu passe esse tempo com muito mais positividade;, ressalta.


Redecorando


Se no trabalho, a advogada Daiany Rocha, 26 anos, se via cercada de processos e papeladas, durante a quarentena a profissional de direito colocou a mão na massa, ou melhor na tinta. A jovem aproveitou o tempo em casa para pôr em prática a ideia de mudar de quarto. A advogada planejava há cerca de três meses reformar o cômodo, mas a ideia só saiu do papel durante a quarentena. Afinal, nada melhor do que aproveitar o isolamento social para dar uma repaginada na residência.

"Mudei de quarto, pintei as paredes, rodapés e porta, comprei alguns acessórios para dar um charme no quarto e no banheiro e modificamos alguns móveis para combinar com o novo visual", conta. Daiany não contratou nenhum profissional para reformar o ambiente. O serviço foi feito por ela e pelo namorado. Para advogada, além de redecorar o quarto, a atividade serviu para ocupar a mente durante o período de isolamento. ;Estávamos com tempo vago e preenchemos de forma produtiva. Isso ajuda a focar em outras coisas e não apenas no vírus e nos acontecimentos atuais;, frisa.

Para o designer de interiores João Lobato, a mudança está ao alcance de todos, e pequenas intervenções podem dar uma cara nova à casa. ;Uma das formas mais baratas e práticas é a pintura. As cores expressam sentimento, e mudam todo o ambiente;. Para ele, vale sempre investir nos detalhes. ;Se você tem um sofá liso, é bacana comprar um conjunto de almofadas ou um tapete colorido para dar vida a ambientes mais sóbrios;, sugere. ;Eu defendo que a nossa casa precisa contar a nossa história, então, vamos colocar narrativas nos lugares. Por exemplo, tem ímãs de geladeira dos locais que você visitou? Coloque na geladeira. Use fotos e ressignifique objetos que estão esquecidos. É barato ou, às vezes, gratuito. Tenha plantas, muitas delas ajudam a controlar a limpeza do ambiente, purificando o ar;, completa João.

Existem itens que ficaram escanteados e que podem ser reutilizados, como os mancebos ; cabides usados na entrada das casas, para colocar casacos. ;É legal ter um (mancebo) próximo à porta para guardar chaves, casacos e chapéus. Interessante também, porque muitos têm espaço para guardar os sapatos, uma das indicações para combater o coronavírus é não entrar calçado em casa. Além de item decorativo, vai ser extremamente útil;, aconselha o designer.

* Estagiárias sob a supervisão de Guilherme Marinho

A energia da organização

Para muitos, a organização da casa é fundamental para manter as energias positivas no ambiente. Confira dicas da arquiteta e urbanista Priscila Bonifácio. A especialista aplica a técnica do Feng Shui, arte milenar elaborada a partir da observação da natureza para organizar a nossa vida.

; A energia e as pessoas entram na residência pela porta, então procure preservá-la. Uma dica é usar uma maçaneta dourada, que representa prosperidade;

; Para o home office, decorar o ambiente com objetos que tragam o elemento da água ajuda na concentração. Objetos azuis também são boas escolhas;

; Se o objetivo é estimular a criatividade, procure trabalhar o elemento fogo. Lâmpadas incandescentes ou de coloração amarelada, objetos de cor vermelha, laranja e amarelo ou, ainda, objetos em formato triangular e pontiagudo;

; Evite posicionar a cama em frente à porta ou de costas para ela, o ideal é estar perpendicular. A cabeceira não deve ficar na parede que dá acesso ao banheiro, sobretudo se nessa parede esteja o vaso sanitário. Se o quarto tiver uma viga vertical exposta próxima à cama, sobretudo do casal, pode trazer energia de desavenças;

; É bom ter em todos ambientes energia viva, então, deixe um vaso de plantas onde for possível, elas ajudam a fazer as energias circularem;

; A organização e a limpeza devem imperar, livrar-se de coisas sem uso elimina energia estagnada e abre espaço para novas coisas chegarem.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação