Cidades

Referência no combate à Covid-19 no DF, Hran tem UTI lotada

Levantamento mais recente da Secretaria de Saúde mostra que há 101 pacientes hospitalizados na capital, sendo 45 em UTI

Walder Galvão
postado em 02/05/2020 20:54
Ao todo, há 45 pacientes internados em UTI no Distrito FederalOs leitos de unidade de terapia intensiva (UTI) para pacientes com o novo coronavírus do Hospital Regional da Asa Norte (Hran) estão todos ocupados. A unidade é considerada referência no combate à Covid-19 desde o início da pandemia no Distrito Federal. A informação foi confirmada ao Correio por funcionários do hospital.
Levantamento mais recente da Secretaria de Saúde mostra que há 45 pacientes com quadro clínico considerado crítico que estão internados em UTI. De acordo com a pasta, 36% desses leitos para pacientes com coronavírus estão ocupados.
Ao todo, há 122 quartos de UTI equipados para o tratamento da doença na rede pública de saúde da capital. Na quarta-feira (29/4), a pasta havia informado que trabalha para ampliação do atendimento.

Por meio de nota oficial, a Secretaria de Saúde informou que estão previstos mais 86 leitos no Hospital da Polícia Militar, 70 no Hospital Regional da Santa Maria, 10 no hospital de campanha da Papuda e mais 25 na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Núcleo Bandeirante. A pasta não deu previsão de quando eles ficarão prontos.
Ainda segundo a secretaria, o Hran estava com 10 leitos de UTI, exclusivos para a Covid-19, ocupados na tarde deste sábado. "Diante da atual estrutura, não estamos enfrentando problemas de superlotação no Hran e nem em nenhuma outra unidade", informou.

Além disso, a secretaria investe em respiradores, equipamentos essenciais para a abertura de novos leitos. O Governo do Distrito Federal (GDF) pretende comprar 300 novos aparelhos desse tipo. Além disso, a Universidade de Brasília (UnB), em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), trabalha na recuperação de outros 150.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação