Cidades

Coronavírus: primeiros testes realizados na Colmeia dão negativo

A ação, para detecção da Covid-19, foi realizada na segunda-feira (4/5) e deve ser realizada durante toda a semana

Correio Braziliense
Correio Braziliense
postado em 05/05/2020 08:36
Ao todo 232 pessoas foram testadas. Destes, 120 foram realizados em detentas e 112 em profissionais que trabalham no localTodos os testes rápidos para detecção da Covid-19 realizados durante ação da Secretaria de Saúde no presídio feminino, mais conhecido como Colmeia, deram negativos. A testagem em massa ocorreu na segunda-feira (4/5). Ao todo 232 pessoas foram testadas -- 120 detentas e 112 profissionais, entre servidores e terceirizados que trabalham no local.

A ação ocorreu devido à preocupação com o número de casos de infectados pelo coronavírus dentro da Papuda. O principal objetivo é prevenir uma possível proliferação do vírus na população carcerária feminina. ;Estamos realizando uma triagem e testando, neste primeiro momento, somente as internas com algum sintoma gripal ou que tenha tido contato com alguém infectado pelo coronavírus;, explica a gerente de Saúde no Sistema Prisional do DF, Simone Kathia de Souza.

As testagens estão previstas para ocorrer ao longo da semana. Hoje, há mais de 700 detentas cumprindo pena na Colmeia. Além disso, existe a Ala de Tratamento Psiquiátrico (ATP), que tem cerca de 100 internos, entre homens e mulheres.

[SAIBAMAIS]De acordo com Simone, hoje a ATP tem um detento do sexo masculino com Covid-19. Ele está isolado cumprindo a quarentena e não possui sintomas graves da doença.

*Com informações da Secretaria de Saúde

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação