Cidades

SLU mantém limpeza da cidade e papa-entulhos abertos durante pandemia

Equipes do Serviço de Limpeza Urbana continuam nas ruas

Correio Braziliense
Correio Braziliense
postado em 12/05/2020 19:41
Serviço de limpeza continuam no DFO Serviço de Limpeza Urbana (SLU), responsável pelo tratamento de resíduos no Distrito Federal, continua funcionando durante a crise causada pelo coronavírus. São 590 servidores da Diretoria de Limpeza na linha de frente das diversas operações realizadas pelo órgão, divididos nas equipes de fiscalização, coordenação e operação que continuam nas ruas, além dos núcleos, como a Unidade de Recebimento de Entulhos (URE), papa-entulho e Aterro Sanitário.

No Aterro Sanitário de Brasília, por exemplo, todos os dias, 12 servidores se revezam em turnos diários para garantir o funcionamento do local, que recebe 2,7 mil toneladas de resíduos diariamente. Os servidores precisam utilizar máscaras e redobram os cuidados com a higienização das mãos.

Segundo o gerente de Aterro do SLU, Cícero Lacerda, a equipe do aterro precisa diariamente dar conta do recebimento da coleta domiciliar, além de fiscalizar operações como o gerenciamento de resíduos hospitalares, que são coletados diariamente e encaminhados para incineração. Ele explica que, mesmo que parte da operação seja terceirizada, os servidores do órgão ainda precisam fiscalizar a execução do contrato.

Não é diferente nos núcleos de limpeza das regionais. Em Ceilândia, por exemplo, a chefe substituta, Cristina Luiza de Oliveira, diz que o atendimento não parou, seja no núcleo, seja nos papa-entulho. Os servidores que continuam nas ruas estão seguindo as recomendações de segurança, segundo o GDF.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação