Cidades

Moradores da 111 Norte relatam medo durante ação que acabou com ex-PM morto

Segundo a PMDF, que foi ao local atender a um chamado de violência doméstica, o tenente da reserva não atendeu aos pedidos de negociadores para se entregar, atirou contra os militares que revidaram

Agatha Gonzaga
postado em 14/05/2020 14:41

Segundo a PMDF, que foi ao local atender a um chamado de violência doméstica, o tenente da reserva não atendeu aos pedidos de negociadores para se entregar, atirou contra os militares que revidaramA ação que acabou com a morte de um tenente reformado da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF), de 69 anos, na madrugada desta quinta-feira (14/5), assustou moradores da 111 Norte. O homem foi atingido em uma troca de tiros, segundo a Polícia Militar, após agredir e manter a própria mulher em cárcere privado.

A vítima conseguiu escapar com a chegada dos policiais, mas, cinco horas depois, o homem não havia se entregado e, segundo a PMDF, efetuou disparos contra a equipe de segurança, que estava no apartamento negociando a rendição.


Um morador do bloco vizinho contou ao Correio que havia descido ao hall do prédio para fumar e presenciou a chegada dos primeiros carros policiais. ;Em um primeiro momento, eu achei que fosse alguma denúncia de vizinho fazendo festa no apartamento, algo menos grave, mas quando vi o carro do Esquadrão Anti-Bomba e a quantidade de policiais armados, percebi que era algo mais grave;, relatou.

Os funcionários que chegaram para trabalhar na quadra pela manhã não presenciaram a movimentação devido à troca de turnos, mas relataram o clima e os questionamentos de moradores sobre a situação. ;Estou aqui desde 1998 e nunca tivemos nenhum problema. Aqui nessa quadra tem, inclusive, um prédio militar. Sempre tem um carro de polícia fazendo uma ronda;, contou um funcionário, que preferiu não se identificar.

Outro morador contou à reportagem que andava na quadra no momento em que ouviu os disparos. ;Umas 23h30 a gente ouviu uns quatro disparos, mas não dava pra saber se eram tiros ou se era um barulho de moto. Mas era tanto carro policial que ficamos assustados e fomos embora;, disse.

O crime


De acordo com a Polícia Militar, uma ocorrência de . Segundo a denúncia, uma mulher estava sendo agredida pelo marido e ameaçada com arma de fogo.

Militares chegaram à quadra em vários carros para atender a ocorrênciaA equipe do 3; Batalhão da Polícia Militar chegou ao local e foi recebida pela mulher, que aproveitou o momento para deixar o apartamento. Segundo informou a corporação, ela disse aos policiais que havia sido agredida e que o marido estava muito alterado. Os militares, então, entraram na sala do apartamento e encontraram o homem com duas armas nas mãos. Os agentes se retiraram para que ele se acalmasse e solicitaram o reforço de um negociador.

Após o barulho de dois tiros, segundo a PM, os policiais iniciaram as tratativas com o aposentado e foram surpreendidos com mais disparos do acusado. ;Neste momento, houve dois disparos por parte dos policiais do Bope para evitar que ele acertasse a equipe. Os militares precisaram revidar a injusta agressão em legítima defesa. Os militares tentaram vários contatos com o homem, sem sucesso, e conseguiram ver que ele estava caído no chão com duas armas de fogo;, detalha a nota oficial da PMDF.

A corporação informou ainda que ;adotou todos os procedimentos protocolares previstos para estes casos, sempre com a preocupação de preservar a vida". "Porém, o agressor não cedeu;, finaliza o texto.
O Corpo de Bombeiros foi acionado e confirmou a morte do tenente. As investigações estão a cargo da 5; Delegacia de Polícia (Asa Norte). A reportagem entrou em contato com a Polícia Civil e aguarda retorno.

Problemas pessoais

A mulher do tenente aposentado informou aos policiais que ele estava transtornado e passava por problemas pessoais. Nas redes sociais, o último post do marido faz uma reflexão sobre o último ano. "Percebi que não tenho que provar nada a ninguém. As opiniões de ninguém ditam a minha auto-estima, apenas a minha. Contanto que eu acredite em mim, eu vou conseguir", escreveu.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação