Cidades

Aula on-line valerá como presença na rede pública do DF

Secretaria de Educação divulgou, nesta quarta-feira (20/5), o plano pedagógico para consulta pública. Não há data definida para o retorno das aulas presenciais

Cibele Moreira
postado em 20/05/2020 21:08
Teleaulas vão contar como dia letivoA Secretaria de Educação do Distrito Federal divulgou, nesta quarta-feira (20/5), como serão os possíveis cenários de estudantes e professores da rede pública. Sem data prevista para a volta às aulas presenciais, o ensino a distância, com as teleaulas e o acesso a plataformas na internet, vai passar a ser obrigatório. O anúncio foi dado durante uma live no YouTube com o coordenador do Escola em Casa DF, David Nogueira.

De acordo com David, a validação das aulas mediadas a distância é necessária, principalmente com as incertezas ocasionadas pela pandemia do novo coronavírus. ;O principal objetivo da secretaria é garantir a aprendizagem dos estudantes. Não sabemos quando as aulas presencialmente irão retornar, isso será definido pelo governador. Mas precisamos readequar o currículo para dar continuidade ao ano letivo;, ressalta.

Segundo ele, há alguns possíveis cenários que estão sendo estudados pela secretaria: o adiamento do retorno das aulas, a volta parcial dos alunos ou se o ensino será mesclado entre on-line e presencial. Para organizar essa volta às aulas, um plano pedagógico foi montado pela secretaria.

O conteúdo apresentado nas teleaulas, agora, passa a valer presença para o estudante. No entanto, David explica que essa presença será computada a partir da entrega das atividades propostas nas aulas. Cada unidade de ensino definirá o prazo e como será o recebimento dos trabalhos.

Para atender a todos os alunos, a secretaria se adiantou e propôs a integração das aulas on-line e presencial (quando for possível). A grade de aulas terá conteúdos definidos até o fim do ano letivo, assim, quem não puder ou estiver estudando em casa poderá acompanhar os assuntos da disciplina. Aos estudantes que não têm acesso à plataforma on-line, será entregue um material impresso. ;É necessário equidade. Estamos trabalhando para isso;, afirma Nogueira.

A partir de 1; de junho, serão implementadas aulas ao vivo em quatro canais televisivos. A programação será diária e dividida entre os anos escolares. Cerca de 60 professores da rede se disponibilizaram para as teleaulas. Além disso, haverá uma equipe de profissionais que fará tutoria aos estudantes pela plataforma on-line.

O plano pedagógico detalhado está disponível para consulta pública no site da secretaria até domingo (24/5). Sugestões e críticas podem ser enviadas para o e-mail: consultapublicaseedf@edu.se.df.gov.br.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação