Cidades

DF ultrapassa os 7 mil casos

postado em 27/05/2020 04:06
Rede privada está com 68% dos leitos de UTI para tratamento da covid-19 ocupados


Após quase três meses do primeiro diagnóstico do novo coronavírus, o Distrito Federal ultrapassou os 7 mil casos confirmados. Ontem, mais oito mortes foram registradas. Levantamento da Secretaria de Saúde mostra que a capital tem 7.212 infectados e 114 óbitos pela doença. Apesar da quantidade, 3.962 pacientes estão recuperados. Entretanto, conforme a disseminação da covid-19 avança, a taxa de ocupação dos leitos de unidades de terapia intensiva (UTIs) aumenta.

Na rede privada de saúde, o sistema se mostra mais carregado. Monitoramento da Secretaria de Saúde revela que 68% de UTIs para pacientes com a covid-19 estão ocupados. Segundo o relatório, são 191 vagas no sistema particular e, do total, 127 estão preenchidas por pessoas diagnosticadas com a doença. Hoje, são 60 leitos disponíveis, sendo três bloqueados.

Na rede pública de saúde, de acordo com a pasta, há 322 leitos de UTI, sendo que 122 estão ocupados. Ou seja, 37,89% da capacidade está ocupada. Segundo o relatório, há 200 vagas para pacientes com o novo coronavírus. Apesar do número de internações, a Secretaria de Saúde considera que 77 pacientes têm quadro clínico considerado grave.

Na segunda-feira, o governo federal autorizou a abertura de mais 95 leitos de UTI na rede pública de saúde. Além disso, ontem, o Hospital Universitário de Brasília (HUB) divulgou que duplicou o atendimento de hemodiálise, liberando vagas de UTI para pessoas com a covid-19. Atualmente, são 12 leitos na unidade.

Hospital de campanha
O hospital de campanha instalado no Estádio Nacional Mané Garrincha, uma das saídas encontradas pelo Governo do Distrito Federal (GDF) para desafogar o atendimento da saúde, passou por vistoria na manhã de ontem. De acordo com a análise preliminar feita por entidades ligadas à saúde, apesar da qualidade dos equipamentos, a unidade ainda não funciona plenamente.

Conforme o Correio apurou, o relatório inicial indica que o hospital tem 173 leitos de enfermaria e 20 vagas de suporte avançado. Entretanto, atualmente, apenas esses 20 estão sendo utilizados. Além disso, eles não são credenciados como UTI, uma vez que não têm aparelho de hemodiálise e demais equipamentos necessários. Outra preocupação levantada pela análise é de o hospital receber apenas pacientes do Hospital Regional da Asa Norte (Hran).

Participaram da vistoria integrantes do Conselho Regional de Enfermagem, do Sindicato dos Enfermeiros, da Ordem dos Advogados do Brasil, da Associação Brasileira de Enfermagem e do Conselho de Saúde da Comissão de Direitos Humanos da Câmara Legislativa. Nos próximos dias, as partes devem divulgar um relatório mais completo sobre o hospital de campanha.

Incidência
Com 722 infectados, o Plano Piloto segue como a região com mais casos confirmados de coronavírus no DF. Em segundo lugar está Ceilândia, que soma 610 diagnosticados. Samambaia ocupa a terceira posição no ranking e tem 457 pessoas com a doença.

A Secretaria de Saúde considera que 3.126 casos estão ativos na capital. Além dos casos graves, há 224 moderados, 318 em análise e 2.506 considerados leves. Ao todo, são 3.891 homens e 3.321 mulheres infectados pela doença.



Índice
; Total de casos: 7.212

; Recuperados: 3.962 (54,9%)

Fonte: Portal covid-19 do Governo do Distrito Federal em 26 de maio de 2020










Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação