Cidades

Unidades socioeducativas do DF registram primeiros casos de covid-19

Os pacientes são servidores. Três deles estavam em afastamentos legais (férias e licenças) quando foram diagnosticados e os demais estavam na ativa

Darcianne Diogo
postado em 27/05/2020 18:46
Os pacientes são servidores. Três deles estavam em afastamentos legais (férias e licenças) quando foram diagnosticados e os demais estavam na ativaAs Unidades de Internação do Distrito Federal registraram seis casos de coronavírus. Os pacientes são servidores, segundo informou a Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejus). A pasta esclareceu que não há notificações entre os internos que cumprem medidas socioeducativas nos centros. A informação foi confirmada ao Correio em primeira mão. A pasta não informou em quais unidades de internação foram registrados as notificações.
As pessoas que tiveram contato os profissionais infectados passaram pelo teste para detecção da covid-19 e nenhum outro servidor ou adolescente testou positivo para a doença. A Sejus informou que três servidores estavam em afastamentos legais (férias e licenças) quando foram diagnosticados ;e não tiveram contato com as unidades de internação;. Os demais testados positivamente para a covid-19 estavam na ativa.
No total, o Distrito Federal conta com nove Unidades de Internação, que abrigam 800 adolescentes (cada unidade tem capacidade para 90 a 180 reeducandos). Trabalham também 1,2 mil agentes socioeducativos. A Sejus afirmou que tem adotado medidas preventivas para evitar o contágio pelo novo coronavírus nesses locais e que, no período em serviço, todos os servidores utilizam equipamentos de proteção individual (EPIs).

Na sexta-feira, o Serviço de Limpeza Urbana (SLU) higienizou e desinfectou todas as unidades. Além da higienização das unidades, a Sejus esclareceu que intensificou os procedimentos de higiene e limpeza de utensílios, equipamentos e ambientes de convivência dos adolescentes, principalmente nas áreas de maior contato manual, como maçanetas, grades, teclados e corrimões.

Assim como no Complexo Penitenciário da Papuda, as visitas nas unidades também estão suspensas, bem como a redução de número de adolescentes por quarto. Para os internos recém-ingressos, foi estabelecido um protocolo de quarentena e isolamento. ;A triagem inicial é realizada por uma equipe de saúde para identificação de sintomas da covid;19;, ressaltou a Sejus.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação