Publicidade

Correio Braziliense

Servidor do HRT apoiador de Bolsonaro se recusa a usar máscara no hospital

Em denúncia feita ao Correio, o profissional chegou a entrar no HRT com uma máscara de proteção facial, mas retirou logo em seguida, alegando que a religião dele não permite


postado em 28/05/2020 21:45 / atualizado em 28/05/2020 21:45

Servidor do Hospital Regional de Taguatinga se recusa a utilizar a máscara de proteção facial (foto: Ed Alves/CB/D.A Press)
Servidor do Hospital Regional de Taguatinga se recusa a utilizar a máscara de proteção facial (foto: Ed Alves/CB/D.A Press)
Na tarde desta quinta-feira (28/5), um servidor do Hospital Regional de Taguatinga foi flagrado dentro da unidade sem a máscara de proteção individual (EPI) - item obrigatório para conter a disseminação do novo coronavírus. Em denúncia ao Correio, um outro profissional da unidade - que preferiu não se identificar - informou que essa não é a primeira vez que o servidor aparece para trabalhar sem o EPI. 

“Para entrar no hospital, ele estava de máscara, pois os vigilantes só permitem a entrada de quem está com o equipamento de proteção individual. Mas aqui dentro, ele não utiliza, afirma que a religião dele não permite”, expõe o profissional do HRT, que se mostrou preocupado. “Ele fica transitando pelo hospital sem máscara, onde tem pacientes internados. Isso não pode”, ressalta. 

Um vídeo gravado de dentro do hospital mostra o servidor sem a máscara e com a camisa em apoio ao presidente da República, Jair Bolsonaro, e crachá. Na imagem ele está conversando com um médico que está devidamente paramentado, com touca, máscara e protetor facial, além da vestimenta de proteção. 

Em nota, a direção do Hospital Regional de Taguatinga informou que abriu um processo administrativo devido ao comportamento deste servidor. E ainda afirmou que repreende veemente esta postura e aguarda o resultado das apurações sobre o caso.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade