Publicidade

Correio Braziliense

MPDFT pede à Justiça prorrogação de suspensão das 'saidinhas' para presos

No requerimento, promotores pedem que a medida seja estendida até 30 de junho, considerando que o pico de incidência da pandemia no Distrito Federal ainda não ocorreu


postado em 29/05/2020 17:14 / atualizado em 29/05/2020 19:26

O retorno das saídas temporárias estava previsto para este domingo (31/5)(foto: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press)
O retorno das saídas temporárias estava previsto para este domingo (31/5) (foto: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press)
O Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) enviou requerimento à juíza da Vara de Execuções Penais (VEP), Leila Cury, pedindo a prorrogação da suspensão das saídas quinzenais, terapêuticas e especiais e do trabalho externo dos presidiários do Complexo Penitenciário da Papuda. 

De acordo com a determinação da Justiça, o retorno das saídas temporárias estava previsto para este domingo (31/5). Contudo, no requerimento enviado nesta quinta-feira (28/5) promotores de Justiça pedem que a medida seja estendida até 30 de junho, considerando que o pico de incidência da pandemia no Distrito Federal ainda não ocorreu.

Os cenários traçados, medidas de contenção moderadamente mais flexíveis que as atuais sugerem o número acumulado de óbitos acima de 2500 e os picos de hospitalização e internações em UTIs ficariam, respectivamente, próximos de 1000 e 400”, argumentaram os promotores no texto.

Os presos conveniados com a Fundação de Amparo ao Trabalhador Preso (Funap) que estão impedidos de trabalharem por causa da decisão judicial, continuam recebendo a bolsa ressocialização por determinação do GDF. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade