Publicidade

Correio Braziliense

Riacho Fundo I e Sobradinho II terão postos de testagem a partir de segunda

Desde o dia 21 de abril, 121.451 testes foram realizados, 2.515 moradores foram detectados com Covid-19


postado em 29/05/2020 22:36

(foto: Divulgação PMDF)
(foto: Divulgação PMDF)
A partir da próxima segunda-feira (1º/06), o Riacho Fundo I e Sobradinho II terão pontos para testagem da Covid-19 por drive-thru. Os postos funcionarão nas administrações regionais das duas cidades. O primeiro atenderá os moradores do Riacho Fundo I e II e o segundo os moradores de Sobradinho I e II. 

 

Com os novos locais, as unidade montadas no Terraço Shopping e na Administração Regional do Guará serão desativadas. No entanto, a população que faz parte das áreas abrangentes a esses postos continuará sendo testada por meio das unidades situadas do Parque da Cidade  e do ParkShopping. Já os moradores de Sobradinho contarão, novamente, com um posto de testagem rápida. 
 
As alterações ocorrem a partir da avaliação do cenário epidemiológico de infecção pelo novo coronavírus Sars-CoV-2 no Distrito Federal. Além disso, as mudanças têm por objetivo melhorar o fluxo de atendimentos à população.
 
De acordo com a Secretaria de Saúde, os testes rápidos são seguros e aprovados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). A testagem ocorre de segunda a sexta-feira, exceto feriados, das 8h às 17h.
 
Testagem
 
Desde o dia 21 de abril, 121.451 testes foram realizados e detectou a doença em 2.515 brasilienses. O deve ser agendado pelo sitetesta.df.gov.brou pelo aplicativo e-GDF.
 
O teste no drive-thru é exclusivo para pessoas sintomáticas ou que tenham histórico de contato com algum caso confirmado e residam com idosos, e que moram nas regiões administrativas abrangidas pelo local onde o posto está montado.
 
A realização do exame não descarta a necessidade de procurar uma Unidade Básica de Saúde na ocorrência de sintomas.
O exame detecta a presença de anticorpos gerados pelo organismo para enfrentar o vírus. Eles costumam ser detectáveis com maior segurança a partir do sétimo dia da exposição.
 
*Com informações Agência Brasília 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade