Publicidade

Correio Braziliense

Embaixada do Chile doa 75 cestas básicas para vulneráveis no Riacho Fundo

Empresas chilenas também farão doações nas próximas semanas. Serão incluídos cobertores para ajudar as famílias a enfrentarem o frio no DF


postado em 01/06/2020 12:32 / atualizado em 01/06/2020 13:38


A ação é uma resposta a pedido de ajuda do GDF(foto: Divulgação/ Embaixada do Chile)
A ação é uma resposta a pedido de ajuda do GDF (foto: Divulgação/ Embaixada do Chile)
A Embaixada do Chile distribuiu 75 cestas básicas para pessoas carentes moradores do condomínio Vale da Benção, no Riacho Fundo I. A ação, intitulada “GDF e Embaixadas contra a Covid-19”, atende a um pedido do Governo do Distrito Federal (GDF) para ajudar as famílias vulneráveis que não foram beneficiadas com o auxílio de programas assistenciais do governo local. A campanha é coordenada pelo Escritório de Assuntos Internacionais do DF em parceria com o Comitê de Emergência contra a Covid-19. 

Na sexta-feira (29/5), as cestas foram entregues à Defesa Civil do Distrito Federal para a higienização do material. A distribuição ocorreu na manhã desta segunda-feira (1/6). Durante a distribuição, o Coronel do Exército, Guillermo Altamirano, representando a embaixada, acompanhou o pessoal da Defesa Civil na entrega das cestas.

De acordo com o  embaixador do Chile, Fernando Schmidt, a ação é uma resposta ao pedido de ajuda do Governo do Distrito Federal (GDF) para socorrer as famílias carentes do DF. “São pessoas que estão fora dos programas de auxílio oferecidos pelo governo local, por isso, decidimos responder ao pedido de ajuda colocando isso fisicamente no Riacho Fundo I”, afirma o embaixador. 

AS cestas foram entregues a famílias que não tiveram aceso aos auxílios emergenciais(foto: Divulgação/ Embaixada do Chile)
AS cestas foram entregues a famílias que não tiveram aceso aos auxílios emergenciais (foto: Divulgação/ Embaixada do Chile)
Para ele, a iniciativa representa humanidade. “Todos somos seres humanos solidários. Estamos procurando aliviar a situação dos que estão desesperados neste momento que estamos vivendo”, destaca. 

Duas empresas chilenas que têm investimentos no Brasil, CTIS (pertencentes ao Grupo SONDA) e CMPC, também foram incentivadas pela Embaixada para estender as doações. As empresas irão realizar as doações solidárias nos próximos dias. Na próxima etapa, além das cestas básicas (de alimentos), serão incluídos alguns cobertores para que possam enfrentar esse período de baixas temperaturas no DF.

*Estagiária sob supervisão de Nahima Maciel

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade