Publicidade

Correio Braziliense

Covid-19: mortes no DF devem quadruplicar até o fim do mês, diz pesquisa

Estudo da Companhia de Planejamento (Codeplan) indica que o Distrito Federal terá 38.871 casos e 751 óbitos até 30 de junho


postado em 02/06/2020 16:55 / atualizado em 02/06/2020 17:24

Atualmente, segundo levantamento da Secretaria de Saúde divulgado nesta terça-feira (2/6), são 160 mortos e 10.648 infectados(foto: Ed Alves/CB/D.A Press)
Atualmente, segundo levantamento da Secretaria de Saúde divulgado nesta terça-feira (2/6), são 160 mortos e 10.648 infectados (foto: Ed Alves/CB/D.A Press)
Pesquisa da Companhia de Planejamento (Codeplan) indica que a quantidade de casos e mortes no Distrito Federal devem dar um salto até o fim do mês. De acordo com o estudo, a capital terá 38.871 casos e 751 óbitos até 30 de junho. Atualmente, segundo levantamento da Secretaria de Saúde divulgado nesta terça-feira (2/6), são 160 mortos e 10.648 infectados
 
Até a próxima segunda-feira (7/6), a Codeplan estima que o Distrito Federal terá 13.829 casos e 247 mortos pela covid-19. O órgão levou em consideração a quantidade de registros contabilizados até 31 de maio para realizar as projeções. Por isso, a precisão delas fica sujeita à regularidade da aplicação dos testes rápidos e de outros fatores. 
 
O estudo também mostra que até 31 de maio o Distrito Federal ocupava a 13ª posição entre as unidades da federação em número de casos confirmados e a 12ª posição em quantidade de novos casos diários. Além disso, a capital estava em 11ª colocada entre as regiões do país em número de casos a cada 100 mil habitantes. Em relação à quantidade de mortos, o DF está em 17º lugar. 

Crescimento

A pesquisa da Codeplan também indicou aumento na taxa de crescimento diário dos casos de coronavírus. De acordo com a análise, feita entre 24 e 30 de maio, o índice aumentou para 5,2%. Na semana anterior, o valor era de 5% ao dia. Entretanto, o estudo informou que a mudança “não foi suficiente para indicar uma nova tendência em escala logarítmica”. 
 
Portanto, com a taxa de crescimento diário em 5,2%, o Distrito Federal levaria entre 13 e 14 dias para dobrar o número de diagnósticos, caso ela se mantenha constante. No índice anterior, de 5%, o período para que os casos sofressem o mesmo aumento era de 14 a 15 dias. 
 
Desde o início da pandemia, o Distrito Federal teve diversas taxas de crescimento ao longo das semanas. O número de dias necessários para duplicar os casos de covid-19 na capital oscilou entre 6 e 28 dias, diante dos íncidices 11,9% (de 22 a 28 de março) e 2,5% (de 19 a 25 de abril), respectivamente. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade