Publicidade

Correio Braziliense

Jovem defende mulher de agressão e é esfaqueado; suspeito está preso

O crime ocorreu em uma praça localizada na AR 7 de Sobradinho 2. A vítima precisou passar por cirurgia e não corre risco de vida


postado em 02/06/2020 17:06 / atualizado em 02/06/2020 17:20

(foto: Fernando Lopes/CB/D.A Press)
(foto: Fernando Lopes/CB/D.A Press)
Agentes da 35ª Delegacia de Polícia (Sobradinho 2) prenderam em flagrante um suspeito de tentativa de homicídio. O acusado, de 47 anos, esfaqueou a vítima, identificada como Jonathan Guedes, 22, em uma praça localizada na AR 7 de Sobradinho 2. O caso ocorreu na segunda-feira (1º/6). 

Segundo depoimento da vítima aos agentes, o ataque ocorreu enquanto ele estava bebendo. “Ele estava lá, doidão (sic). Ele foi bater em uma menina e intervi, dizendo que não deveria agredir uma mulher e que a atitude dele era errada. Nisso, ele saiu e voltou de bicicleta. Ao retornar, perguntou se eu continuaria me metendo, mas disse que não queria falar com ele. Mas ele prosseguiu discutindo”, relatou. 

O jovem explicou que decidiu deixar o espaço, foi quando o suspeito o esfaqueou. O criminoso deu golpe de faca na altura do abdômen da vítima, que correu. “Ele chegou a vir atrás de mim, mas não conseguiu me alcançar. Nessa hora, ele desistiu e voltou para a pracinha. Sei que se eu não tivesse saído de lá, ele teria continuado me esfaqueando”, acrescentou. 

A vítima precisou ser socorrida ao Hospital Regional de Sobradinho, onde passou por uma cirurgia, e não corre risco de vida. Os agentes da 35ª DP receberam a denúncia do crime e começaram as investigações, como explica o delegado-chefe Laércio de Carvalho. “As equipes foram para as ruas apurar a autoria do crime e conseguimos identificar o suspeito, que já é conhecido, pois tem vasta ficha criminal. Entre as passagens, há lesão corporal grave e tentativa de feminicídio. Portanto, com essa prisão, conseguimos tirar de circulação um indivíduo perigoso e violento”, afirmou. 

O acusado foi indiciado por tentativa de homicídio. Ele foi encaminhado para o Departamento de Controle e Custódia de Presos (DCCP) da Polícia Civil, onde passará por audiência de custódia. A Justiça determinará se ele responderá ao delito em liberdade ou preso no Complexo Penitenciário da Papuda.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade