Publicidade

Correio Braziliense

DF tem menor aumento no preço da gasolina entre Unidades da Federação

De acordo com levantamento da ValeCard, o Distrito Federal e Paraná registraram as maiores reduções de preço no mês


postado em 03/06/2020 12:18 / atualizado em 03/06/2020 12:31

Valores foram registrados após pesquisa em 20 mil estabelecimentos(foto: Wanderlei Pozzembom/CB/D.A. PRESS )
Valores foram registrados após pesquisa em 20 mil estabelecimentos (foto: Wanderlei Pozzembom/CB/D.A. PRESS )
Apesar dos consecutivos aumentos da gasolina no Distrito Federal, devido à pandemia do novo coronavírus, um levantamento da ValeCard, empresa especializada em soluções de gestão de frotas, aponta que o Distrito Federal e o Paraná registraram as maiores reduções de preço da gasolina no mês de maio

O preço médio da gasolina comum no Brasil, em maio, foi de R$ 4,01. Ainda sob impacto da queda de circulação de veículos por causa da pandemia da covid-19, o valor registrou redução de 5,15% na comparação com o verificado em abril (R$ 4,23). Ainda, se comparado com o valor médio de janeiro (R$ 4,762), a queda já chega a 15,79%.  

Os valores foram obtidos por meio do registro das transações realizadas em maio com o cartão de abastecimento da ValeCard em cerca de 20 mil estabelecimentos credenciados. Os dados mostram que Belém (R$ 4,722) e Rio de Janeiro (R$ 4,676) têm os preços mais altos entre as capitais. As capitais com preços mais baixos são Curitiba (R$ 3,598) e Brasília (R$ 3,868).  

O levantamento aponta que o Rio de Janeiro (R$ 4,482) e Acre (R$ 4,395) ainda são os estados com o combustível mais caro no país. Já Paraná (R$ 3,58) e Santa Catarina (R$ 3,3699) seguem com os preços mais baratos.  

No Centro-Oeste, o Distrito Federal tem a gasolina com o preço médio mais baixo (R$ 3,735). Já Mato Grosso do Sul tem a gasolina mais cara (R$ 4,001).  

Mato Grosso do Sul  4,00

Mato Grosso 3,96

Goiás 3,86

Distrito Federal   3,73 

Fonte: ValeCard  

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade