Publicidade

Correio Braziliense

Covid-19: Pai e filho morrem com intervalo de nove horas em Luziânia (GO)

Segundo o hospital, um outro filho também está internado na UTI com diagnóstico de coronavírus


postado em 03/06/2020 14:03 / atualizado em 03/06/2020 14:39

Luziânia tem 125 casos confirmados do novo coronavírus e seis mortes (foto: Sajjad Hussain/AFP)
Luziânia tem 125 casos confirmados do novo coronavírus e seis mortes (foto: Sajjad Hussain/AFP)
Um servidor público aposentado, de 82 anos, e um motorista, de 49 anos, morreram em um intervalo de nove horas vítimas do novo coronavírus, em Luziânia, cidade no Entorno do Distrito Federal. Eles eram pai e filho e estavam internados no Hospital Regional de Luziânia (HRL) diagnosticados com covid-19. Ambos eram moradores da cidade. 

O hospital informou, em nota, que o filho foi internado primeiro, no dia 25 de maio. Dois dias depois, no dia 27, o pai também precisou de internação. Os dois evoluíram para o estado grave pouco tempo depois e foram transferidos para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do hospital. 

Segundo o comunicado do HRL, o filho apresentava febre e dificuldade para fazer pequenos esforços, náuseas e tosse seca. Ele foi intubado, mas "não apresentou melhora e teve parada cardiorrespiratória" na segunda-feira (1/6). "Os médicos tentaram reanimá-lo por 25 minutos, mas ele faleceu às 23h09".
 
O pai estava com tosse seca e dor torácica há duas semanas e já chegou ao hospital em estado grave. Ele morreu às 8h da terça-feira (2/6), também após uma parada cardiorrespiratória. Segundo o hospital, um outro filho do servidor público também foi diagnosticado com covid-19 e está internado na UTI, mas em estado estável.

A cidade de Luziânia tem 125 casos confirmados do novo coronavírus, seis mortes pela doença e três em investigação, de acordo com o último informe epidemiológico divulgado pela prefeitura. Em todo o estado de Goiás são 3.906 casos da doença, com 127 mortes. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade