Publicidade

Correio Braziliense

Coronavírus: Hran realizou 17 partos em gestantes com suspeita da doença

Apenas seis tiveram o diagnóstico confirmado para covid-19


postado em 03/06/2020 18:06 / atualizado em 03/06/2020 18:22

Hran é referência em partos de pacientes com suspeita de covid-19(foto: ED ALVES/CB/D.A Press)
Hran é referência em partos de pacientes com suspeita de covid-19 (foto: ED ALVES/CB/D.A Press)
Referência no atendimento a pacientes com o novo coronavírus, o Hospital Regional da Asa Norte (Hran) também se destaca no acolhimento de gestantes com suspeita de covid-19. De abril a maio foram realizados 17 partos na unidade de saúde. Dessas, apenas seis mães tiveram a confirmação da doença. 

De acordo com a Secretaria de Saúde, os cuidados com os recém-nascidos de mães com suspeita ou com infecção confirmada por covid-19 são os mesmos recomendados pelo Ministério da Saúde. 

Telma Nascimento, referência técnica assistencial da Unidade de Cuidados Intermediários Neonatal do Hran, explica que existe todo o cuidado com o bebê desde a hora do parto até a alta.

“No nascimento o recém-nascido é recebido por um pediatra devidamente paramentado. A ligadura do cordão umbilical é realizada no momento oportuno, bem como os cuidados da assistência ao bebê em sala de parto. Caso a criança não necessite de cuidados intensivos, ela permanece em quarto privativo de alojamento conjunto com medidas de isolamento de contato e respiratório”, expõe Telma. 

Além disso, a mãe deve seguir as orientações de estar sempre de máscara, manter a higienização das mãos antes e após o contato com o bebê e deixar o berço a dois metros de distância da cama da mãe.

 “Caso seja necessário acompanhante durante a internação, ele deve ser único, sem trocas. Não pode pertencer ao grupo de risco e deve estar assintomático. O uso de máscara e a higienização de mãos antes e após contato com o recém-nascido também se faz necessário”, afirma Telma Nascimento.

Na alta hospitalar, as pacientes recebem a orientação de fazer isolamento por 14 dias e entrar em contato com a Unidade Básica de Saúde mais próxima para receber visita domiciliar.

A maioria dos partos no Hran ocorreram no mês passado. Dez mães com suspeita da covid-19 tiveram neném na maternidade do hospital, e seis delas tiveram a confirmação do diagnóstico da doença. Em março, foram feitos quatro partos, e, em abril, três. Todas as pacientes testaram negativo. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade