Publicidade

Correio Braziliense

PCDF prende suspeito de registrar e armazenar pornografia infantojuvenil

O acusado, de 32 anos, era considerado foragido desde junho de 2019. Ele foi detido durante a ação conjunta da PCDF, pela Operação Full Time


postado em 05/06/2020 17:40 / atualizado em 05/06/2020 18:45

(foto: Fernando Lopes/CB/D.A Press)
(foto: Fernando Lopes/CB/D.A Press)
Agentes da Delegacia de Repressão aos Crimes Cibernéticos (DRCC) prenderam preventivamente um suspeito de registrar e armazenar pornografia infantojuvenil pela internet. O suspeito, de 32 anos, foi detido durante ação conjunta da Operação Full Time, que mobilizou mais de 500 agentes da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF).

A investigação acerca do crime começou após a mãe da vítima, que não teve nenhuma informação divulgada, procurar a unidade especializada em 2018. Ela informou que o acusado mantinha contato com a garota por meio das redes sociais.

Depois de mais de um ano de apuração, os policiais conseguiram comprovar os crimes previstos no Estatuto da Criança e do Adolescente. Em junho de 2019, o Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT) expediu o mandado de prisão preventiva contra o homem. 

Um ano após ser considerado foragido, o acusado foi preso. Segundo o delegado Dário Taciano de Freitas Junior, o acusado “foi autuado pelos artigos 240 (reproduzir) e 241-B (armazenar pornografia infantojuvenil) do Estatuto da Criança e do Adolescente, delitos esses que possuem a pena máxima de oito anos.”
 
O acusado foi encaminhado para a DRCC e, posteriormente, ao Departamento de Controle e Custódia de Presos (DCCP) da PCDF. Ele ficará preso no Complexo Penitenciário da Papuda até o julgamento.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade