Cidades

Saiba mais sobre a ayurveda, conhecimento milenar aplicado à saúde

A medicina ayurvédica nasceu há 5 milênios, mas as práticas integrativas de corpo, mente e alma podem alavancar a qualidade de vida na era moderna

Erika Manhatys*
postado em 18/06/2020 06:00
A terapeuta ayurvédica Vann Porath criou um conteúdo para ajudar as pessoas a diminuir o 
estresse neste momento de pandemiaA pandemia do novo coronavírus trouxe à tona centenas de incertezas, preocupações e angústias. Neste momento delicado da história, muitos sentem carregar um enorme peso nas costas. Outros, a aflição constante e o medo. Pensando nessas pessoas, a terapeuta ayurvédica Vann Porath criou e disponibilizou gratuitamente na internet um conteúdo com práticas para incorporar na rotina a fim de melhorar o dia a dia. A ayurveda é uma ciência com mais de 5 mil anos desenvolvida na Índia. O método terapêutico foca no cuidado tanto da saúde física, quanto da mental e espiritual.

O workshop Alimentos, óleos e ervas para produzir mais sem estresse é um convite para melhorar a produtividade utilizando esses itens. ;Muita gente começou a mandar e-mail e a me procurar pedindo dicas para lidar com a ansiedade. O momento propicia o abalo do sistema imunológico e o cansaço mental. É o meu momento de contribuir de alguma forma;, conta Vann Porath.

Para a terapeuta, ;nós precisamos mudar a visão de que fazemos parte da natureza, porque, na verdade, nós somos a natureza.; Apesar de focar a utilização de insumos naturais para melhorar a saúde, Porath também aborda a importância da conexão do ser com o universo exterior e, principalmente, interior.

;Eu sempre falo da importância de manter o autocuidado, e despertar a curiosidade por nós mesmos. Ao observar as tendências do nosso organismo e conhecer o funcionamento dele, encontramos a melhor forma para se cuidar. Por exemplo, observar quando a dor de cabeça começa, antes ou depois do trabalho? E a azia? Depois de comer qual alimento?;, explica a terapeuta ayurvédica.

Mudança de hábito

Sem radicalismos, Vann sugere que as mudanças não devem ser drásticas, mas comedidas e a longo prazo. ;Nós mudamos nossos hábitos 1% de cada vez. Precisamos pensar em coisas simples e fáceis para não alterar a rotina de forma brusca. A princípio, podemos pensar em nosso sistema digestivo, a capacidade de digerir os alimentos está bem ligada à nossa capacidade de digerir emoções;, sugere.

Vann Porath alerta que pequenas atitudes podem ter grande impacto na nossa saúde. ;Quando nós acordamos, tomar um copo de água morna com limão, é como fazer um carinho no sistema digestivo. Mas, acordar e já tomar água gelada ou uma xícara de café é como se fosse um grito para o nosso organismo. Quem gostaria de levar um grito logo que acorda? Sobretudo, agora na pandemia, que as emoções estão mais intensas;, ensina Vann.

Apesar de trabalhar com avaliação individual, a terapeuta orienta que existem atitudes que trazem bons resultados para a maioria das pessoas. ;A digestão é bem importante para a qualidade do nosso dia, portanto, eu indico caminhar após o almoço. Cem passos dentro de casa são suficientes, o importante é a movimentação para auxiliar o processo da digestão. As ervas e especiarias entram como um aliado ao bom funcionamento do organismo;, ilustra Vann Porath.

Sem parar

Para quem está trabalhando dentro de casa, Vann indica um exercício simples para ajudar na produtividade e diminuir o estresse. ;A dica é tirar 5 minutos para ir a uma janela e tentar olhar o mais distante possível. O olho é um músculo e fixado na tela do computador, ele fica tensionado. Quando abrimos um espaço fisiológico de relaxamento muscular, olhando para longe, a mente também relaxa;, explica.

A terapeuta chama atenção, também, para a relevância de movimentar o corpo sempre que possível. ;Quando a gente move as articulações, é como um convite para fazer mais atividades, pois a sensação de bem-estar está envolvida no processo. O importante é manter o corpo ativo de alguma forma, pois ele se acostuma rápido a ficar parado;, adverte Van

O movimento também é um aliado para diminuir o estresse e lidar melhor com as emoções. ;Quando estiver triste, abra os braços o máximo que puder, aponte o peito para cima, como se estivesse apontando o coração para o céu e diga em voz alta, ;eu estou triste;. É incrível como, na mesma hora, as pessoas começam a rir, pois, mesmo que estejam tristes, mudam o estado fisiológico do corpo para um estado de alegria;, afirma Porath.

Autoconsciência

Corpo, mente e emoção conectados e em harmonia é máxima da medicina ayurvédica. A professora e servidora pública Éllen Cintra, 35 anos, é adepta das terapias alternativas e, há dois anos, faz acompanhamento com Vann. ;Buscava um meio para dialogar com todos os aspectos do meu corpo e da minha vida. As terapias holísticas respondem melhor a essa demanda sobre integralidade do ser;, conta.

Tratamento alternativo com terapia ayurvédica. A professora Éllen Cintra

Éllen encontrou, durante a pandemia, um espaço maior para expandir a autoconsciência e o senso de coletividade. ;Este deve ser um momento acolhedor, de cuidado próprio e não julgador. Continuei com o trabalho beneficente que fazia antes do isolamento social, distribui cestas com meu grupo de voluntários e esta foi uma forma de me conectar às pessoas.;

O momento fez Éllen ver novas possibilidades de cuidado. ;Eu aderi totalmente à meditação, de forma consistente e diária, assim como aumentei o meu consumo de chás. Agora, também acrescentei à minha rotina o banho de ervas e o uso de escalda pés, que já era ensinado por nossas avós, mas, agora, como um olhar holístico, vejo as dimensões extrafísicas dessas terapias;, explica a professora.

; Para incrementar a rotina

Confira alguns alimentos e bebidas indicadas pela terapeuta ayurvédica Vann Porath para melhorar o dia a dia:

Açafrão-da-terra ; Indicado para aumentar o sistema imunológico e não possui contraindicação de uso para diferentes idades e condições de saúde.

Água morna com limão de manhã ; Dexintoxica o organismo e ajuda no processo digestivo, além de ser rico em vitamina C, que fortalece o sistema imunológico.

Alimentos quentes ; São indicados para o consumo durante as estações mais frias, quando são digeridos com mais facilidade. Optar por comer a salada após consumir alimentos aquecidos.

Canela na banana ; A canela favorece a digestão da banana, que pode ser indigesta para muitas pessoas.

Chá de erva cidreira ; Auxilia no relaxamento e ajuda a enfrentar a insônia.

Chá de erva-doce ; Indicado para tratar irritações e problemas digestivos.

Chá de hortelã ; Auxilia no tratamento de dores de cabeça.

Leite morno com noz moscada ; Induz ao sono e combate a insônia. Pode-se fazer com leite vegetal, mas o resultado é melhor com a combinação da especiaria com o leite de vaca.

Pimenta do reino em variados lácteos ; A caseína do leite pode causar cansaço físico e mental por ser de difícil digestão, por isso, opte por consumir os derivados do leite associados com pimenta do reino, que ajuda na digestão da bebida.
O workshop

Alimentos, óleos e ervas para produzir mais sem estresse está disponível até as 23h59 de hoje. Para acessar o conteúdo, basta se cadastrar no site https://www.vannporath.com/workshop
* Estagiária sob a supervisão de Guilherme Marinho

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação