Cidades

Operação Lobo Guará prende traficante de drogas sintéticas em Taguatinga

Acusado foi detido na porta de sua casa com 50 comprimidos e ecstasy e uma pequena porção de cocaína

Correio Braziliense
Correio Braziliense
postado em 18/06/2020 00:35
o homem relatou à polícia que estava guardando os comprimidos de ecstasy em sua casa a pedido de um conhecido e ainda alegou que um outro indivíduo iria buscar e pagaria a quantia de R$ 1,5 milNova fase da operação Lobo Guará resultou na prisão de um traficante que atuava na região administrativa do Guará. Ele foi detido na porta de sua casa, localizada em Taguatinga Sul, com 50 comprimidos de ecstasy e uma pequena porção de cocaína.
Na residência, os policiais da 4; Delegacia de Polícia (Guará) encontraram também uma pequena porção de maconha e outra de cocaína, uma balança de precisão e dois rolos de papel filme, usado para a difusão da droga

Sobre as drogas, o homem relatou à polícia que estava guardando os comprimidos de ecstasy em sua casa a pedido de um conhecido e ainda alegou que um outro indivíduo iria buscar e pagaria a quantia de R$ 1,5 mil.
Segundo informações da polícia, como recompensa por guardar os comprimidos ele afirmou ter recebido um comprimido de ecstasy para consumo próprio.

A namorada do acusado, que estava com ele no momento do flagrante, foi ouvida como testemunha e disse que havia aconselhado a não guardar as drogas em casa e, de acordo com ela, o homem não lhe deu ouvidos.
"O autor, quando menor de idade, foi preso por roubo, no Guará, em 2006, e, agora, vai responder pelo tráfico de drogas", disse o delegado-adjunto da 4; Delegacia de Polícia (Guará), João de Ataliba.

A Lei prevê como tráfico a conduta de guardar drogas em casa, seja de sua propriedade ou de uma terceira pessoa. Caso condenado o acusado poderá pegar pena de 5 a 15 anos de prisão.


Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação