Cidades

Covid-19: 98 unidades básicas de saúde estão aptas a testar para a doença

Nas unidades básicas de saúde, os testes para a covid-19 são realizados com critério e somente após a recomendação de um profissional de saúde

Correio Braziliense
Correio Braziliense
postado em 19/06/2020 15:41
As testagens nas UBSs são um reforço para que a população não precise ir aos hospitaisA Secretaria de Saúde ampliou o serviço de testagem, que conta agora com 98 unidades básicas de saúde (UBSs) aptas a realizarem os testes rápidos e o swab, de acordo com o perfil de cada paciente. Essa ação visa intensificar a testagem em pessoas sintomáticas para detectar o vírus na Atenção Primária, porta de entrada para atendimento na rede pública.

Essa disponibilidade de testes nas UBSs serve como um reforço para que a população não precise se dirigir aos hospital, nos quais pode criar aglomerações com pacientes em estado grave. A medida visa descentralizar os pontos de atendimento. Quanto mais unidades estiverem com testes, mais as pessoas serão atendidas perto de suas casas.
As 98 UBSs estão distribuídas nas sete Regiões de Saúde do Distrito Federal. Os exames de pacientes que apresentarem sintomas são coletados nas próprias unidades. Além disso, é realizada a estratégia fast-track ou duplo fluxo, em que os pacientes com quadros respiratórios entram em fluxos separados na unidade.
Os testes devem ser realizados com critério e somente após a recomendação de um profissional de saúde. A depender da avaliação da equipe, o paciente precisará ou não de exames complementares e internação. Assim, cabe à unidade básica de saúde encaminhá-lo para os hospitais de referência.
A rede pública de saúde do Distrito Federal conta com 172 unidades básicas de saúde, em todas as regiões administrativas, que oferecem acolhimento e atendimento para os casos suspeitos de coronavírus. Caso alguma delas não possua o exame para a doença, a equipe de saúde da unidade encaminhará o paciente sintomático à UBS mais próxima da sua residência que faz o procedimento.
Além dos testes rápidos, as unidades básicas de saúde oferecem testes RT-PCR para o coronavírus. Esse tipo de teste é realizado a partir da amostra colhida com o swab por nasofaringe, que são materiais genéticos obtidos da mucosa do fundo do nariz ou da garganta com uma haste flexível (cotonete). A análise dos materiais coletados é feito pelo Laboratório Central de Saúde Pública do Distrito Federal (Lacen-DF).
Assintomáticos
Caso seja um paciente assintomático, mas que esteja em contato com pessoas que tenham os sintomas, o indicado será ficar em isolamento social. Além disso, quando algum membro da família tiver um diagnóstico positivo para a covid-19, todos do grupo familiar são orientados a ficarem em isolamento. Eles receberão atestado de 14 dias para observação dos sintomas.
Se houver piora, é necessário procurar novamente o serviço de saúde. Caso contrário, deve-se respeitar o isolamento em casa e, somente depois desse período, voltar às atividades. A partir do terceiro dia com sintomas, até o sétimo, é indicado fazer o teste do swab. Do oitavo dia em diante, pode ser o teste rápido, porque os anticorpos são mais detectáveis.



Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação