Cidades

Covid-19: testagem em feirantes e produtores rurais começa na segunda-feira

Os exames não ocorrerão na própria feira para evitar aglomeração. Caso o trabalhador esteja com suspeita de estar com o vírus, ele será encaminhado para uma Unidade Básica de Saúde (UBS)

Correio Braziliense
Correio Braziliense
postado em 19/06/2020 20:42
A ação visa avaliar feirantes e produtores rurais, para diagnosticar casos da doença na fase inicialA Secretaria de Saúde (SES-DF) iniciará a testagem para covid-19 em feirantes e produtores rurais. A partir de segunda-feira (22/6), 41 feiras do Distrito Federal serão visitadas pelas Equipes de Saúde da Família. Os servidores farão uma triagem com os trabalhadores de cada box e, durante a avaliação, se houver suspeita da doença, o feirante ou o produtor rural será encaminhado para fazer o teste em uma Unidade Básica de Saúde (UBS).

A ação visa avaliar esses trabalhadores para diagnosticar casos da doença na fase inicial. Com isso, o tratamento poderá ser iniciado de forma precoce e, também, evitar que algum feirante, ou produtor assintomático transmita o vírus para as pessoas que frequentam esses locais.

As Equipes de Saúde da Família irão coletar informações e avaliar cada um dos trabalhadores e produtores rurais. Serão coletados dados como histórico de contato com algum infectado. A testagem não ocorrerá na própria feira para evitar aglomeração.

Segundo a SES-DF, com o pico da pandemia, não é urgente fazer a testagem em massa e testar pessoas assintomáticas. O foco são pessoas sintomáticas ou que tiveram contato com algum infectado.

UBS

A Secretaria de Saúde intensificou a testagem em pessoas com sintomas de coronavírus nas UBSs. A Atenção Primária, que é a porta de entrada para atendimento na rede pública, oferece suporte para casos suspeitos da doença em todas as 172 unidades existentes. Desse total, 98 realizam os testes rápidos e o swab (coletor de amostras), de acordo com cada perfil de paciente.

Os exames de paciente que apresentarem sintomas são coletados nas próprias unidades. Além disso, é realizada a estratégia fast-track ou duplo fluxo, em que os pacientes com quadros respiratórios entram em fluxos separados na unidade.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação