Cidades

Auxílio emergencial do GDF: pagamento da 2ª parcela tem data alterada; veja

Mudança tem como objetivo evitar aglomerações, pois nesta semana os beneficiários contemplados com a primeira parcela ainda estarão retirando os cartões

Correio Braziliense
Correio Braziliense
postado em 23/06/2020 21:51
 (foto: BRB/Divulgação)
(foto: BRB/Divulgação)

Mudança tem como objetivo evitar aglomerações, pois nesta semana os beneficiários contemplados com a primeira parcela ainda estarão retirando os cartõesA Secretaria de Desenvolvimento Social do DF (Sedes) mudou para a próxima terça-feira (30/6) a data de liberação da segunda parcela do Programa Renda Emergencial, do Governo do Distrito Federal (GDF). O objetivo da alteração é evitar aglomerações, pois na data divulgada anteriormente - essa quinta-feira (25/6) - os contemplados com a primeira parcela ainda estão estarão retirando os cartões.

O auxílio tem como objetivo auxiliar as famílias em situação de vulnerabilidade social neste período de pandemia de coronavírus. Segundo a secretaria, 3.715 beneficiários serão contemplados.

O benefício consiste na transferência de renda direta de R$ 408 aos cidadãos durante período de 60 dias. Esse prazo pode ser prorrogado por mais um mês. O inscrito tem a opção de sacar o recurso ou utilizar o cartão em qualquer estabelecimento comercial do DF.
Para estar apto a receber a Renda Emergencial, a família deve ter uma renda mensal de até meio salário mínimo (R$ 522,50) por pessoa. O beneficiário não pode receber nenhum outro tipo de benefício social, como o Bolsa Família ou os R$ 600 de auxílio emergencial do governo federal. Os interessados devem residir no DF e ter idade igual ou superior a 16 anos, além de declararem que se encontram em situação de vulnerabilidade social e insegurança alimentar.
[SAIBAMAIS]Entre as famílias com esse perfil, serão priorizadas as monoparentais, ou seja, chefiadas por mulheres com crianças de 0 a 6 anos. Na composição familiar, deverão ter a presença de crianças de 0 a 6 anos, pessoas com deficiência e pessoas idosas.
[FOTO2]Todos os contemplados no programa estão cadastrados no Sistema Integrado de Desenvolvimento Social (SIDS) da Sedes. Logo, já passaram ou passam pelo atendimento nas unidades socioassistenciais no DF.

Retirada do cartão

Assim como os inscritos no programa Prato Cheio do GDF, os requerentes do Renda Emergencial acessarão o site: www.rendaemergencial.brb.com.br e, ao inserir o CPF, uma senha é gerada no momento do cadastramento. Ao final da consulta, será informado o dia determinado para que o usuário vá a uma agência do BRB para a retirada do cartão.
* Estagiária sob supervisão de Nahima Maciel

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação