Cidades

Imagens de câmeras de segurança poderão ajudar na busca por Karina Messias

Mulher está grávida e foi vista pela última vez às 11h47 desta terça-feira (23/6), quando saiu do prédio onde reside na Asa Norte

Juliana Andrade
postado em 23/06/2020 22:36
 (foto: Arquivo pessoal)
(foto: Arquivo pessoal)
Karina saiu sem levar o celular e documentosImagens de câmeras de segurança poderão ajudar nas buscas por Karina Messias, 39 anos. O caso está sendo investigado pela Divisão de Repressão a Sequestros, da Polícia Civil. A mulher foi vista pela última vez na manhã desta terça-feira (23/6) saindo do prédio, onde mora, na 111 Norte.
Um vídeo de Karina saindo do bloco caminhando está sendo investigado pela polícia. No momento em que saiu de casa, ela vestia blusa rosa, calça e casaco preto.

As buscas pela mulher continuam durante a noite. Nesta quarta-feira (24/6), a polícia deve buscar mais imagens de câmeras de comércios que possam mostrar o percurso feito pela mulher.

Karina está grávida de 5 meses e saiu de casa sem o celular e documentos de identificação. Quem tiver informações pode entrar em contato pelo telefone 98133-6848.

Karina é casada com Jorge Rodrigo Araújo Messias, que trabalhou na Casa Civil do governo de Dilma Rousseff. Em março de 2016, Messias tornou-se conhecido, quando a força-tarefa da Operação Lava-Jato divulgou uma conversa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva com Dilma. A então presidente disse que o termo de Lula como ministro estava com o "Bessias" e ele só deveria usá-lo "em caso de necessidade". Ela estaria se referindo à prerrogativa de foro privilegiado que os ministros têm. Jorge Messias era, à época, subchefe de Assuntos Jurídicos da Casa Civil.

Dilma pediu nesta terça-feira, no Twitter, ajuda para os seguidores compartilharem o desaparecimento de Karina.

[VIDEO1]

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação