Cidades

Dono do Brasil 21, Arnaldo Cunha Campos morre vítima de covid-19

O pioneiro não resistiu às complicações da covid-19 e faleceu nesta quarta-feira (24/6)

Correio Braziliense
Correio Braziliense
postado em 24/06/2020 12:52
 (foto: Edy Amaro/Esp. CB/D.A Press)
(foto: Edy Amaro/Esp. CB/D.A Press)

O pioneiro Arnaldo Cunha Campos morreu vítima da covid-19Aos 84 anos, o pioneiro Arnaldo Cunha Campos não resistiu à batalha contra o novo coronavírus e morreu nesta quarta-feira (24/6). Dono do Brasil 21, o mineiro, nascido em Uberaba (MG), chegou a Brasília no ano de inauguração da capital federal e aqui foi responsável por um legado na construção civil. Ele estava internado há mais de 10 dias no hospital DF Star.

Nascido em 27 de abril de 1936, Cunha Campos formou-se em medicina no Rio de Janeiro (RJ) e, em janeiro de 1960, veio para Brasília. Na recém-inaugurada capital do país, ele trabalhou por muitos anos em um hospital de Taguatinga, mas viu que a cidade precisava mais do seu empenho na construção civil do que como médico.

O pioneiro deixa a mulher, Maria Josina, e os filhos, Fabiano, Ana Maria, Ana Luisa e Liliana Cunha Campos, além de 11 netos. Em razão de normas para contenção da disseminação do coronavírus, não haverá velório.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação