Cidades

Hotel Nacional hospedava Alexandre Frota e Roberto Jefferson

A ordem de despejo do Hotel Nacional, cumprida nesta quarta-feira (24/6), pegou de surpresa hóspedes anônimos e figurões da política nacional

ROBERTA PINHEIRO
Roberta Pinheiro
postado em 24/06/2020 17:36
 (foto:  Ed Alves/CB/D.A Press)
(foto: Ed Alves/CB/D.A Press)
O hotel foi desocupado a mando da Justiça na manhã desta quarta (24/6)A ordem de despejo do Hotel Nacional pegou de surpresa hóspedes anônimos e figurões da política nacional. O deputado federal por São Paulo Alexandre Frota (PSDB) e o presidente nacional do Partido Trabalhista Brasileiro e ex-deputado federal, Roberto Jefferson estavam entre eles e tiveram que desocupar os quartos. Na manhã desta quarta-feira (24/6), oficiais de justiça cumpriram um mandado de imissão de posse, ou seja, a construção teria que ser desocupada até o fim do dia para reconhecer o direito de posse dos novos proprietários.

Ao Correio, o ex-deputado Roberto Jefferson contou que estava no quarto, de número 923, quando foi comunicado por um representante de um dos novos proprietários hotel - o grupo hoteleiro Bittar. ;Ele foi muito cortês e correto. Minha mulher deve estar saindo agora, porque tínhamos até as 17h. Eles nos disponibilizaram um transporte para levar os pertences, são as coisas que tem na casa da gente, né;, comentou Jefferson. Há 15 anos, ele e a esposa residiam no Hotel Nacional. ;Era minha casa, senti muito, os garçons são meus amigos, a nutricionista e outros funcionários;.

O presidente do PTB chegou a ficar um mês na suíte presidencial, a mesma que hospedou a rainha Elizabeth II, em 1968. Contudo, disse que achou o ambiente muito escuro. ;Muito rococó;, detalhou. ;Não tem um hotel em Brasília que tenha aquelas instalações, apartamentos daquele tamanho, aquele conforto, o pé direito alto, as salas de convenções. Se mantiverem isso, o restaurante na beira da piscina, será um sucesso, vai ser o maior hotel;, avaliou.

[SAIBAMAIS]Jefferson ainda avalia onde ficará hospedado, mas disse ao Correio que está com vontade de ir para o Windsor Brasília Hotel. ;Gosto muito da comida de lá. O almoço e o café são maravilhosos;, detalhou. Outra vantagem do empreendimento é a academia. ;Isso era o fraco do Hotel Nacional, tanto que tive que montar no meu apartamento. Os apartamentos no Windsor também não são tão grandes. Vou sentir saudades;, concluiu.

Outro hóspede que precisou se despedir às pressas do prédio histórico de Brasília foi Alexandre Frota. Desde o início do ano, ele ocupava um dos apartamentos do primeiro andar do hotel.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação