Cidades

Covid-19: cirurgias eletivas serão suspensas durante o pico da pandemia

De acordo com a Secretaria de Saúde, de 29 de junho a 10 de julho, não será feito nenhum procedimento cirúrgico exceto os atendimentos oncológicos, cardiovasculares e cirurgias de transplantes

Correio Braziliense
Correio Braziliense
postado em 24/06/2020 23:52
 (foto:  Breno Esaki/Agencia Saude)
(foto: Breno Esaki/Agencia Saude)
Cirurgias eletivas serão suspensas por 12 dias durante o pico da pandemia de covid-19 para disponibilizar leitos de UTIA partir da próxima segunda-feira (29/6), os procedimentos cirúrgicos eletivos nos hospitais públicos do Distrito Federal ficarão suspensos. A medida definida pela Secretaria de Saúde visa garantir mais 14 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para reforçar o atendimento durante o período de pico da pandemia do novo coronavírus. A suspensão valerá por 12 dias, com a previsão de retorno em 10 de julho.

Nos casos oncológicos, cirurgias cardiovasculares e transplantes, o atendimento segue normalmente. A determinação foi divulgada em uma circular entre os gestores da pasta. Para o secretário adjunto de Assistência à Saúde, Ricardo Tavares, a suspensão será importante para assegurar uma retaguarda de leitos em um momento em que é esperado uma demanda maior nos hospitais.

De acordo com o gestor, cada hospital público tem entre dois a três leitos reservados às cirurgias eletivas. Além das enfermarias cirúrgicas que também podem ser utilizadas como suporte, caso seja necessário.

;Elas podem se tornar enfermarias de retaguarda para egressos de UTI. Por exemplo, pacientes que tiveram alta podem voltar às enfermarias, para termos um giro de leitos maior e não sobrecarregar o sistema de saúde, porque outras demandas vão continuar, como infarto ou AVC. As emergências também continuarão funcionando normalmente, com os politraumatismos;, explicou Tavares.


Remarcação

Os pacientes com cirurgia de menor gravidade agendada entre 29 de junho e 10 de julho, serão remarcados para depois dessa data. No entanto, essa semana continua normal, para não ter prejuízo aos que já se programaram.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação