Publicidade

Correio Braziliense

Número de WhatsApp reforça atendimento no Cras; saiba como usar

O novo número não irá receber ligações telefônicas. Objetivo é diminuir o fluxo nas linhas e priorizar atendimentos mais complexos


postado em 30/06/2020 11:12 / atualizado em 30/06/2020 11:26

Segundo a secretária da Sedes, a maior demanda tem sido pra tirar dúvidas principalmente sobre os novos programas oferecidos pelo GDF(foto: Foto: Divulgação / Sedes)
Segundo a secretária da Sedes, a maior demanda tem sido pra tirar dúvidas principalmente sobre os novos programas oferecidos pelo GDF (foto: Foto: Divulgação / Sedes)
A partir desta terça-feira (30/6), a Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes) terá um novo canal de atendimento para a população do Distrito Federal. O novo número de telefone funcionará pelo WhatsApp para tirar dúvidas e obter informações sobre serviços da assistência social.
 
O objetivo é que as equipes dos Centros de Referência de Assistência Social (Cras) priorizem nos teleatendimentos o acompanhamento das famílias assistidas pelas unidades. O novo número – (61) 99451-2943 – não vai receber ligações telefônicas, mas ficará disponível para o cidadão enviar mensagens pelo WhatsApp diretamente à Sedes. Além disso, a ferramenta permitirá a diminuição do fluxo dos telefones das unidades do (Cras).
 
Uma equipe técnica vai orientar o usuário sobre a unidade de referência mais próxima de sua casa, além de informar sobre a documentação necessária para ter acesso aos benefícios sociais. “A ideia é responder perguntas rápidas, que não demandem um atendimento mais complexo, como dúvidas, por exemplo, sobre qual perfil para acessar o Renda Emergencial ou até quando buscar o Cartão Prato Cheio”, explica a coordenadora de Proteção Social Básica da Sedes, Nathália Eliza de Freitas.
 

Reforço no atendimento

 
Atualmente, em razão da pandemia da covid-19, as unidades do Cras e do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) estão com o atendimento presencial suspenso. “É importante que nossas linhas estejam disponibilizadas para esse momento, para um atendimento socioassistencial mais completo” destaca Nathália.
 
“Identificamos nas próprias unidades que a maior demanda tem sido com relação a dúvidas e informações sobre os novos programas, como Prato Cheio e  Renda Emergencial, e como acessar esses benefícios, já que todo o atendimento das unidades está sendo realizado por telefone”, pontua a secretária de Desenvolvimento Social, Mayara Noronha Rocha.
 
“A nossa ideia é responder tudo para que possamos, de fato, ter esse canal como um espaço de informação, mas é preciso deixar os espaços muito bem-organizados: ouvidoria para receber elogios, sugestões e reclamações; os telefones dos Cras para o teleatendimento e esse WhatsApp, agora, para informações”, ressalta.
 
* Com informações da Sedes

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade