Publicidade

Correio Braziliense

Mais de 50 cães esperam por um lar no canil da Zoonoses; saiba como adotar

Os animais foram vacinados contra raiva, passaram por exames para leishmaniose e estão aptos para adoção responsável


postado em 01/07/2020 20:14 / atualizado em 01/07/2020 20:15

54 cães estão para adoção na Zoonoses (foto: Geovana Albuquerque/Agência Saúde)
54 cães estão para adoção na Zoonoses (foto: Geovana Albuquerque/Agência Saúde)
O canil da Gerência de Vigilância Ambiental de Zoonoses, da Secretaria de Saúde, está com 54 cães aptos para adoção responsável. São 34 machos e 20 fêmeas, todos adultos, à espera de um novo lar para alegrar nessa quarentena.

De acordo com o gerente substituto da Zoonoses, Laurício Monteiro, todos esses animais foram recolhidos por estarem em condições sanitárias inadequadas. Após passar por exames para leishmaniose e serem vacinados contra a raiva, os cães seguem na busca de um dono. 

Quem quiser acolher um canino deve ir à Diretoria de Vigilância Ambiental, no Noroeste, que fica aberta de segunda a sexta-feira, das 10h às 15h. Para adotar, é necessário apresentar documento de identificação com foto, ter acima de 18 anos e assinar um termo de responsabilidade se comprometendo a cuidar bem do animal. 

Também é necessário levar o cão para realizar exames anuais, além de manter as vacinas em dia e cuidar das medicações preventivas contra verme, pulga, carrapato e repelente de flebótomo, conhecido como mosquito palha, transmissor da leishmaniose visceral canina.

No momento da adoção, o interessado receberá todas as orientações quanto à guarda responsável de animais domésticos e às medidas de prevenção e controle de doenças. 

“Recomendamos levar seu animal sempre ao médico veterinário para realizar um check-up clínico anualmente, além de realizar imunoprofilaxia para prevenir as doenças infecciosas que acometem cães e gatos”, reitera  Laurício Monteiro.

(foto: Geovana Albuquerque/Agência Saúde)
(foto: Geovana Albuquerque/Agência Saúde)

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade