Publicidade

Correio Braziliense

SSP-DF adere campanha nacional de prevenção à violência contra a mulher

Vítima poderá contar com apoio de farmácias credenciadas que vão acionar as forças de segurança após apresentar um sinal vermelho em formato de %u201CX%u201D desenhado na palma da sua mão


postado em 01/07/2020 23:58

Com o objetivo de ampliar os canais para denúncia de violência doméstica neste período de isolamento social, a Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal (SSP/DF) decidiu aderir à Campanha Sinal Vermelho, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

 

A ação conta com a participação conjunta das forças de segurança e da sociedade em relação a esse tipo de agressão contra a mulher. Com a medida, a vítima contará com apoio de farmácias credenciadas que atuarão com um espaço de acolhimento e denúncia à polícia pelo 190. 

  

A mulher que estiver em situação de violência deve marcar um sinal vermelho em formato de X desenhado na palma da mão. Dessa forma, sem precisar falar nada, a vítima será levada para o interior da farmácia por funcionários que, em seguida, deverão imediatamente acionar a Polícia Militar do Distrito Federal.

 

A equipe policial que comparecer à farmácia deslocará com a vítima até a Delegacia de Polícia para registro da ocorrência. 

 

Para o secretário de Segurança Pública do Distrito Federal, o delegado Anderson Torres, essa á mais uma ferramenta para a mulher. 

 

“A Segurança Pública do Distrito Federal já conta com canais de denúncia, como o 197 e a Delegacia Eletrônica da Polícia Civil, o 190 da Polícia Militar para casos de emergência, além dos serviços prestados por estes órgãos. A Campanha do CNJ será mais uma forma de denunciar este tipo de violência tão cruel e que a denúncia se faz tão necessária para atuação do Estado”, explicou Torres.

 

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade