Cidades

Resumo do Dia: veja o que foi notícia sobre o avanço da pandemia no DF

Manifesto contra flexibilização, protesto contra reabertura e MPDFT de olho nas decisões do GDF

Correio Braziliense
Correio Braziliense
postado em 03/07/2020 21:56

Protesto em frente ao Buriti pediu que o governador não flexibilize o isolamento

Casos - O Distrito Federal chegou a 643 mortes e 53.996 casos de covid-19 nesta sexta-feira (3/7). Foram 1.715 novos diagnósticos e 12 óbitos nas últimas 24 horas.

Reabertura - O MPDFT pediu às secretarias de Esporte e Lazer e de Proteção da Ordem Urbanística do Distrito Federal que façam fiscalização rigorosa das atividades dos clubes de futebol do DF. O órgão também questionou o decreto de reabertura do governador Ibaneis Rocha. Com a reabertura iniciada hoje, confira as regras que estabelecimentos devem obedecer para que sejam retomadas atividades como bares, restaurantes, salões de beleza, barbearias, academias e escolas. As medidas de retomada das atividades comerciais desagradaram muita gente e manifestantes fizeram protesto contra flexibilização. A ação do governo gerou ainda um manifesto contra a volta das atividades. O GDF criou um comitê para monitorar agentes de saúde que trabalham no combate à covid-19: meta é buscar estratégias com integração de ações de prevenção, atenção e de vigilância. Profissionais de saúde da UBS 12, de Planaltina, prepararam uma série de recomendações para orientar empresas na retomada.
Hospitais - Pacientes internados no Hran e no Hospital Regional do Gama reclamam que estão sem água quente: os servidores das unidades estão esquentando água para os internados tomarem banho e usando baldes. O hospital do Gama recebeu hoje 16 respiradores. Conheça histórias de enfermeiros que lutam contra o avanço da pandemia nos hospitais da cidade.

Testes - Mais de 1,1 mil feirantes passaram pelo teste de coronavírus nas feiras do DF:o procedimento foi feito para dar mais segurança aos frequentadores e comerciantes. A secretaria de Saúde adverte que a testagem rápida nas UBSs é para pessoas com sintomas: profissionais de enfermagem avaliarão se o paciente poderá ser testado ou não.

Hotéis - Avisados na quinta de que precisariam deixar os hoteis, os profissionais da saúde do Programa Acolher tiveram a hospedagem renovada.


Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação