Cidades

SOF Sul e Park Sul receberão obras de drenagem e de pavimentação

Objetivo é melhorar a área e atrair mais investimentos aos dois locais

Correio Braziliense
Correio Braziliense
postado em 06/07/2020 13:20
 (foto: Antonio Cunha/CB/D.A Press)
(foto: Antonio Cunha/CB/D.A Press)
O acordo prevê a construção de galerias de águas pluviais e recuperação asfáltica para o Park SulUm acordo entre o Governo do Distrito Federal (GDF) e construtoras vai agilizar o Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) de 2009 para levar desenvolvimento a duas regiões do Distrito Federal: os setores de Garagem e Concessionárias e Veículos (SGCV) e de Oficinas Sul (SOF Sul).
O acordo com as empresas de construção que ergueram prédios residenciais no Setor de Garagens, Concessionarias e Veículos Sul ; também conhecido como Park Sul ; prevê a construção de galerias de águas pluviais e recuperação asfáltica para o local.
A obra vai custar R$ 35 milhões, valor que será bancado pelas empresas. ;Por intermédio da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Seduh), as empresas se comprometeram a arcar com o valor assinando um TAC. Fazemos reuniões quinzenais e aprovamos os projetos apresentados pelas empresas;, disse o secretário de Obras, Luciano Carvalho.
De outro lado, o GDF também fará as mesmas melhorias no Setor de Oficinas Sul, vizinho ao SGCV. Serão implementados 6,4 mil metros de drenagem e 9,7 mil metros de pavimentação. A estimativa é de que a obra custe R$ 25 milhões aos cofres públicos.
Os recursos são da Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE), por meio do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). A instituição é parceira do Governo do Distrito Federal na implementação de melhorias em áreas de Desenvolvimento Econômico (ADEs). A secretaria quer incluir o SOF Sul no acordo atual com o BID, em que o GDF conseguiu US$ 71 milhões para realizar obras de infraestrutura nas ADEs, como a implantação de asfalto, linha de energia elétrica e redes pluviais.
Para custear as obras no SOF Sul, a pasta articula com a representação do BID na cidade a possível inclusão do SOF Sul no Programa de Desenvolvimento Econômico do DF (Pró Cidades), que utiliza parte dos recursos internacionais para executar obras de infraestrutura nas cinco ADEs: três em Ceilândia, uma em Santa Maria e uma no Gama.
;O secretário de Obras entrou em contato conosco dizendo que lá no SOF Sul é uma outra área de desenvolvimento econômico. Nós fizemos avaliação da possibilidade de inserção dessa obra no programa. Começamos uma negociação com o BID para pegar o saldo de recurso existente para a execução dessa obra;, conta a subsecretária de Apoio às Áreas de Desenvolvimento Econômico, Maria Auxiliadora.
De acordo com Luciano Carvalho, apesar de o SOF Sul não se localizar numa ADE, a área se enquadra no perfil, por seu potencial de atrair empresas. ;Temos o projeto e licenças ambientais. O Setor de Oficinas se enquadra muito nesse perfil de ADE. Então, a Secretaria de Desenvolvimento Econômico está renegociando o seu contrato com o BID e há uma possibilidade grande de a gente conseguir incluir o SOF dentro desse programa;, detalha Luciano.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação