Cidades

Academias e salões de beleza reabrem com pouco movimento

Os setores retomaram as atividades nesta terça-feira (7/7), após decreto do GDF que autoriza a reabertura

Caroline Cintra
postado em 07/07/2020 14:08
O barbeiro Valdair dos Santos retirou algumas cadeiras e mantém o distanciamentoAutorizados a funcionar a partir desta terça-feira (7/7), as academias, salões de beleza, barbearias, esmalterias e centros estéticos tiveram pouco movimento no primeiro dia de reabertura após o fechamento em março. Os setores retomaram as atividades após decreto do Governo do Distrito Federal divulgado no Diário Oficial do DF (DODF), na última quinta-feira (2/7), que liberou o funcionamento dos setores.

O Correio percorreu alguns estabelecimentos e registrou a pouca procura no primeiro dia de reabertura. Os donos e profissionais do segmento acreditam numa retomada lenta. Os comércios ficaram 109 dias com as portas fechadas como medida de proteção e de combate ao novo coronavírus no DF. Agora, com a liberação, devem seguir uma série de protocolos.

Em Sobradinho, a academia Concept Fit recebeu poucos alunos pela manhã. Na entrada, foram colocados dois tapetes de higienização e todos os professores e recepcionistas usam máscara de proteção e luvas. Na Smart Fit, também na região, os clientes mantiveram a distância demarcada no chão na portaria do estabelecimento para aguardar atendimento. Para treinar, agora, é preciso agendar com antecedência por meio do aplicativo da empresa.

Para a operadora de caixa Cairane Pinto, 21 anos, as medidas trazem mais segurança tanto para os alunos quanto para os profissionais do ramo. ;Todo tipo de prevenção é importante. O bom é que a academia avisa tudo direitinho por e-mail. Então, ninguém foi pego de surpresa. A gente sabe bem cada instrução;, disse.

Já a psicóloga Roberta Martins, 34, foi até a academia para trancar a matrícula. Para ela, o momento ainda não é ideal, mesmo com todas as regras estabelecidas pelo governo. ;Acho que ainda estamos num estado crítico. Sou do ramo de saúde e acompanho diariamente as notícias. Não me sinto segura voltando agora. Por enquanto, mantenho minhas atividades em casa mesmo;, conta.

Vaidade

Os salões de beleza, barbearias, esmalterias e centros estéticos também reabriram com restrições. O barbeiro Valdair dos Santos precisou retirar algumas cadeiras e mantém três no estabelecimento, com distanciamento. Todos os funcionários trabalham com máscara e, na entrada da loja, há álcool em gel para todos.

Já a dona do salão Dona Help cabeleireiro, Maria do Socorro Borges, também em Sobradinho, não vai conseguir abrir. Após quatro meses com as portas fechadas, ela foi pega de surpresa com uma infiltração na loja. ;Preciso resolver isso logo para poder abrir o quanto antes. Já estamos providenciando tudo, como viseiras, termômetros, para atender todas as exigências do governo;, conta.

Em casa desde a suspensão das aulas, a estudante de direito Maria Carolina Ramos, 22, manteve os cuidados com a beleza sozinha. Antes da pandemia, ela ia semanalmente ao salão próximo de onde mora, em Águas Claras, para fazer as unhas. Nesses mais de 100 dias em que o comércio ficou fechado, precisou aprender e contar com o apoio da mãe para manter o esmalte em dia.

;Ela tirava a cutícula e eu pintava. Dava muito errado, mas a gente se divertiu bastante;, brinca a estudante. Nesta terça-feira (7/7), ela já foi ao salão para pintar as unhas. ;Parece uma coisa boba, supérfluo, mas nós gostamos de nos sentir bem e bonitas. É questão de autoestima mesmo. Agora, vou voltar a ter meus cuidados, com atenção redobrada, claro;, afirma.

No decreto do GDF, há todas as restrições e cuidados que devem ser tomados nos estabelecimentos. A Secretaria DF Legal e a Vigilância Sanitária da Secretaria de Saúde são as pastas responsáveis pela fiscalização. Por meio de nota, o DF Legal informou que as equipes estão na rua desde cedo e permanecerão até o avançar da noite.

Restrições


Academias de esporte de todas as modalidades
; Disposição dos equipamentos à distância de dois metros uns dos outros;
; Proibição do uso de bebedouros e chuveiros, bem como de aulas coletivas e de contato físico nas atividades;
; Suspensão do uso de catracas e pontos eletrônicos cuja ativação se dê por meio de biometria, especialmente por impressão digital;
; Fechamento de uma a duas vezes por dia por cerca de 30 minutos para limpeza e desinfecção dos ambientes.
Salões de beleza, barbearias, esmalterias, centros estéticos
; Higienização frequente de cadeiras de uso coletivo;
; Proibida a permanência de pessoas em espera dentro dos estabelecimentos; o atendimento deve ocorrer mediante agendamento;
; Esterilização de todos os equipamentos de trabalho e trocar de toalhas ou lençóis após cada atendimento;
; Uso obrigatório de máscaras por clientes e funcionários, além de protetor facial de acrílico (face shield) por todos os prestadores de serviços.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação