Cidades

Beneficiários que tiveram o auxílio emergencial negado podem recorrer

Segundo a Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes), das 84.019 cadastradas no Bolsa Família do DF, 24.426 não foram autorizadas a receber o benefício no valor de R$ 600, disponibilizado pelo governo federal

Darcianne Diogo
postado em 09/07/2020 21:43
Todo o processo pode ser acompanhado pela internetBeneficiários do programa Bolsa Família do Distrito Federal, que tiveram a concessão do auxílio emergencial negada, poderão recorrer. As famílias podem apresentar recurso por não concordarem com o motivo da negativa ou, ainda, enviar documentos para atualização cadastral, solicitando uma nova avaliação.

A contestação pode ser feita por meio do aplicativo da Caixa Econômica Federal ou pelo site auxilio.caixa.gov.br , até 17 de agosto. Segundo a Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes), das 84.019 cadastradas no Bolsa Família do DF, 24.426 não foram autorizadas a receber o benefício no valor de R$ 600, disponibilizado pelo governo federal. O Ministério da Cidadania informou que essas famílias apresentavam alguma inconsistência nos dados informados no cadastro ou não atendiam aos critérios do programa.

Caso a contestação seja aprovada, o auxílio emergencial será pago ao beneficiário na folha de pagamento do Bolsa Família de agosto. De acordo com o calendário do programa, o repasse inicia em 18 de agosto, seguindo como critério o número final do NIS, que está no cartão. O Ministério da Cidadania esclarece, ainda, que o trabalhador não precisa ir pessoalmente à agência bancária ou lotérica, pois todo o processo pode ser acompanhado pela internet.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação