Publicidade

Correio Braziliense

Bolsa Alimentação Creche de R$ 300 será paga até o fim de julho no DF

Segundo o GDF, 21 mil famílias receberão o benefício referente aos meses de junho e julho


postado em 11/07/2020 13:15 / atualizado em 11/07/2020 13:29

Pagamento da Bolsa Alimentação Creche referentes a junho e julho cai até o fim deste mês(foto: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press.)
Pagamento da Bolsa Alimentação Creche referentes a junho e julho cai até o fim deste mês (foto: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press.)
Famílias beneficiadas pelo programa emergencial Bolsa Alimentação Creche (BAC) vão receber R$ 300 até o fim deste mês. O valor é a soma da bolsa de junho e julho. Segundo o GDF, o recurso garantirá a alimentação para as mais de 22.436 crianças de até 5 anos atendidas em creches parceiras da rede pública de ensino do Distrito Federal. O GDF não especificou o dia que os depósitos começarão a ser feitos. 

Esse número pode aumentar, pois a Secretaria de Educação voltou a efetivar matrículas de crianças nas creches conveniadas. Dessa forma, enquanto a suspensão das aulas presenciais for mantida, esses novos matriculados também terão direito ao Bolsa Alimentação Creche.
 
De acordo com a Secretaria de Educação, uma auditoria em junho atualizou os dados dos cadastrados no programa e resultou na inclusão de mais famílias. O benefício é de R$ 150 mensais, calculado proporcionalmente ao gasto com alimentação que está incluído nos R$ 803,57 per capita repassados mensalmente às conveniadas da Secretaria de Educação pelo atendimento de cada criança matriculada. Os valores do auxílio foram abatidos dos pagamentos a estas instituições, já que as crianças não estão frequentando as creches.

O programa foi criado em março e o primeiro pagamento efetuado em 1º de abril, no valor de R$ 60, proporcionalmente aos dias 24/3, início da suspensão das aulas para as creches conveniadas, em 5/4. O valor total do investimento foi de R$ 1,2 milhão, beneficiando 20.838 crianças e 19.990 famílias.

O segundo pagamento – referente ao período de 6/4 a 5/5 – foi realizado no dia 16 de abril, no valor de R$ 150 e totalizando 3,2 milhões em investimento e beneficiando a mesma quantidade de crianças e famílias do primeiro crédito. 

Já o terceiro crédito foi no dia 20 de maio, no valor de R$ 125 – proporcional aos dias 6/5 e 31/5, que era a data final da suspensão das aulas à época. O investimento total foi de R$ 3 milhões, beneficiando 22.134 crianças e 20.972 famílias.

Com informações da Agência Brasília.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade