Publicidade

Correio Braziliense

Além do Hran, outras duas unidades de saúde atingem 100% dos leitos de UTI

Hospitais de Samambaia e de Ceilândia também estão superlotados. Informação foi divulgada em último boletim da Secretaria de Saúde


postado em 11/07/2020 22:31 / atualizado em 11/07/2020 22:57

HRSam tem 100% de ocupação e não há leitos de UTI disponíveis(foto: Breno Esaki/Agência Saúde)
HRSam tem 100% de ocupação e não há leitos de UTI disponíveis (foto: Breno Esaki/Agência Saúde)
Assim como o Hospital Regional da Asa Norte (Hran), a unidade de saúde pública de Samambaia chegou a 100% de ocupação neste sábado (11/7). Todos os 20 leitos disponíveis no Hospital Regional de Samambaia (HRSam) estão ocupados. A informação foi publicada em boletim de leitos covid-19, pela Secretaria de Saúde do DF (SES/DF), atualizado às 21h35. 

A mesma situação acontece no Hospital Regional de Ceilândia (HRC), onde dos 10 leitos disponíveis na unidade nove estão ocupados e um bloqueado para uso. No Hospital Regional de Taguatinga (HRT) todos os cinco leitos presentes estão impedidos de receber vitimas da covid-19.
 
A situação ocorre no momento em que a capital contabiliza 796 óbitos causados pela covid-19, sendo que 12 ocorreram nesta sábado (11/7). O número de pessoas infectadas pela doença chega a 68.406. Dessas, 56.120 estão recuperadas e 11.415 estão com o vírus. Ceilândia ocupa o primeiro lugar no ranking das cidades com a maior quantidade de notificações (8.653), seguido pelo Plano Piloto (5.113), Taguatinga (4.685) e Samambaia (4.672). 

Hospitais particulares 

A rede privada, em Ceilândia também encontra-se superlotada. Todos os cinco leitos disponíveis no Hospital São Francisco estão ocupados. Na mesma situação encontra-se o Hospital Home, na Asa Sul, com o mesmo número de leitos utilizados. Além do Hospital Daher com apenas duas vagas disponíveis para internação de pacientes em estado grave. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade