Publicidade

Correio Braziliense

Tiros em Águas Claras deixam ao menos uma pessoa ferida

Helicóptero do Corpo de Bombeiros foi acionado para o resgate de vítima


postado em 12/07/2020 18:29 / atualizado em 13/07/2020 13:51

(foto: Michelly Nogueira/Divulgação)
(foto: Michelly Nogueira/Divulgação)
Moradores de um condomínio em Águas Claras foram surpreendidos, na noite deste domingo (12/7) com disparos de arma de fogo em um dos apartamentos. Segundo a Polícia Militar, uma briga de casal pode ter sido o estopim do corrido. Um homem de 35 anos, foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros e levado para o Hospital de Base. 

 

Ele foi baleado duas vezes na perna e seria transportado de helicóptero. No entanto, como estava agitado, a corporação optou por levá-lo via transporte terrestre, acompanhado de um médico e um enfermeiro. Como a informação inicial aponta para um caso de violência doméstica, o Correio optou por não divulgar a identidade do homem para não expor a mulher que estaria sendo agredida.  

 

Moradores do prédio, que não quiseram se identificar, relataram que ouviram gritos e suspeitam que a mulher estava sendo agredida. Após denúncia anônima dos próprios moradores, a Polícia Civil foi até o apartamento, mas o homem teria resistido. 

 

Uma testemunha contou ao Correio que após a chegada da polícia, escutou três tiros. "Parece que ele resistiu a prisão", opiniou. Após os disparos, o homem deixou o prédio de maca, comentou um morador.

Discussões

 

Um helicóptero foi usado no resgate(foto: divulgação corpo de bombeiros do DF)
Um helicóptero foi usado no resgate (foto: divulgação corpo de bombeiros do DF)
Segundo os vizinhos está e a primeira vez que há relatos de briga do casal. "Eram tranquilos, se mudaram este ano para cá e nunca havia acontecido algo parecido", disse uma moradora que preferiu não se identificar. Uma vizinha do andar do casal também contou que nunca escutou brigas no apartamento.

 

 


 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade