Publicidade

Correio Braziliense

Vozes da favela entrega mais de 300 cestas no Itapoã e na Cidade Estrutural

Ação, também realizada em Planaltina, integra programa de cooperação entre a Defensoria Pública e a CUFA para empoderar jovens da periferia


postado em 13/07/2020 17:20 / atualizado em 13/07/2020 17:24

A ação celebra os 30 anos do Estatuto da Criança e do Adolescente(foto: Rafael de Paula/Divulgação DPDF)
A ação celebra os 30 anos do Estatuto da Criança e do Adolescente (foto: Rafael de Paula/Divulgação DPDF)
No mês em que o Estatuto da Criança e do Adolescente completa 30 anos, a Defensoria Pública do Distrito Federal (DPDF) e a Central Única das Favelas no DF (CUFA-DF) celebram um programa de empoderamento de jovens da periferia, denominado Vozes da Favela. Como resultado da primeira ação, 324 cestas básicas foram entregues, nesta segunda-feira (13/7), para mães solteiras e filhos em três regiões do DF: Itapoã, Cidade Estrutural e Planaltina.

A "Campanha de Arrecadação do Programa Vozes da Favela" tem como objetivo arrecadar fundos para a aquisição de alimentos que seriam destinados ao programa Mães da Favela da CUFA. Com pouco mais de uma semana de divulgação, a ação arrecadou mais de R$ 13 mil, que foram convertidos em 324 cestas básicas, sendo 108 entregues em cada localidade. 

A intenção do Vozes da Favela é implementar ações e projetos que promovam o empoderamento de jovens da periferia (foto: Rafael de Paula/Divulgação DPDF)
A intenção do Vozes da Favela é implementar ações e projetos que promovam o empoderamento de jovens da periferia (foto: Rafael de Paula/Divulgação DPDF)




Vozes da Favela




A intenção do Vozes da Favela é implementar ações e projetos que promovam o empoderamento de jovens da periferia (foto: Rafael de Paula/Divulgação DPDF)
A intenção do Vozes da Favela é implementar ações e projetos que promovam o empoderamento de jovens da periferia (foto: Rafael de Paula/Divulgação DPDF)
No início de julho, a DPDF e a CUFA-DF assinaram um protocolo de intenções com o objetivo de implementar ações e projetos que promovam o empoderamento de jovens da periferia por meio da educação em direitos, da conscientização e da promoção da dignidade humana. A ideia é que haja cooperação técnica, científica, educativa e cultural entre os envolvidos. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade