Publicidade

Correio Braziliense

Família procura estudante de 15 anos que desapareceu, em Samambaia Norte

Isadora Moura Melo esperou a família dormir para sair de casa, em Samambaia Norte, na madrugada deste segunda-feira (13/7). A adolescente estava de calça jeans, moletom preto, chinelos e máscara branca.


postado em 13/07/2020 21:44 / atualizado em 13/07/2020 22:22

Isadora na porta de casa, pouco antes de desaparecer(foto: Circuito Interno de Segurança)
Isadora na porta de casa, pouco antes de desaparecer (foto: Circuito Interno de Segurança)

A adolescente Isadora Moura Melo, 15 anos, está desaparecida, desde a meia-noite desta segunda-feira (13/7), quando saiu de casa, em Samambaia Norte. A jovem usava calça jeans, moletom preto, chinelos e máscara branca

Segundo a tia de Isadora, Gleide Soares, a adolescente esperou todos dormirem para sair de casa, e a ausência dela só foi notada pela manhã. Ainda, segundo a tia, depois de deixar a residência, a garota enviou mensagem por Whatsapp ao pai, mas a família não tem certeza se foi ela quem escreveu. 
 
A família busca Isadora Moura Melo, 15 anos. (foto: Arquivo Pessoal)
A família busca Isadora Moura Melo, 15 anos. (foto: Arquivo Pessoal)

 
“O pai perguntou com quem ela estava, e ela respondeu que estava sozinha. Sinceramente, não sabemos o que pensar. Se tiver algum adulto por trás, a gente não quer apontar nada, a gente só quer pedir que ela volte, é um desespero tremendo”, suplicou a tia. 

O vídeo de gravação do circuito interno do condomínio onde Isadora mora não mostra se a adolescente entrou em um carro ou se havia alguém esperando do lado de fora. Ainda, segundo Gleide, a ausência foi notada porque a irmã de Isadora, que tem 18 anos, foi pegar o celular dela emprestado e percebeu que Isadora não estava na cama, e que por debaixo do lençol ela havia colocado um travesseiro. 



A família registrou ocorrência na 19ª Delegacia de Polícia (P Sul). Qualquer informação que ajude a família a encontrar Isadora deve ser enviado para Luiz (61 9 8407 8191) ou Gleide (61 9 8204 7872).  

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade