Cidades

Motorista de app invade batalhão da PM após ser assediado sexualmente

O condutor havia buscado os passageiros na QE 32, no Guará. No trajeto, os passageiros teriam feito perguntas indecentes e insinuações sexuais

Darcianne Diogo
postado em 20/07/2020 20:25
Assustado, o motorista invadiu o 4º Batalhão da PMDF em busca de ajudaUm motorista de transporte por aplicativo invadiu o 4; Batalhão da Polícia Militar (Guará), após atender a um chamado de passageiros na QE 32, que tinham como destino a Rodoviária Interestadual. Durante o trajeto, no entanto, os clientes passaram a constranger o condutor, fazendo perguntas indecentes, com insinuações sexuais.

Assustado, o motorista entrou no batalhão com o veículo. Um dos passageiros ofendeu o rapaz e chegou a ameaçá-lo, mesmo na presença dos policiais. Ele recebeu voz de prisão por injúria. Inconformado, ele partiu para cima dos militares com socos e pontapés. Para contê-lo, os policiais tiveram de usar a força. Um dos militares teve o dedo polegar direito lesionado e o pulso aberto, outro sofreu lesão no dedo indicador da mão esquerda.
A mulher, que acompanhava o homem, proferiu xingamentos contra os profissionais de segurança e recebeu voz de prisão por desacato. Os militares foram encaminhados ao Instituto de Medicina Legal (IML) para exames de corpo de delito. Os passageiros foram conduzidos à 1; Delegacia de Polícia (Asa Sul) para registro e autuação por desacato, injúria, resistência, difamação e lesão corporal.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação