Cidades

Aos 88 anos, o pioneiro Hilderval Teixeira perde a luta contra a covid-19

Hilderval foi um dos engenheiros responsáveis por diversos monumentos na capital, entre eles a Catedral de Brasília

Cibele Moreira
postado em 21/07/2020 14:20

Hilderval Teixeira atuou na construção da Catedral de BrasíliaAos 88 anos, o pioneiro Hilderval Teixeira perdeu a luta contra a covid-19. Ele estava internado desde 6 de julho no hospital Sírio Libanês e faleceu na madrugada desta terça-feira (21/7), por complicações da doença.

O mineiro chegou em Brasília em 1958, para trabalhar como engenheiro em diversas construções importantes na futura capital do país. Atuou na construção da Catedral de Brasília, do Palácio do Itamaraty, do Palácio da Alvorada e foi o engenheiro responsável por fixar a obra Dois Candangos, na Praça dos Três Poderes.

No final da década de 80 foi diagnosticado com mal de Parkinson e se aposentou. Familiares lembram com bastante carinho a pessoa alegre e de bem com a vida que era Hilderval. "Tudo era motivo de brincadeira, mesmo nos momentos difíceis, ele nos fazia sorrir", conta a filha Adriana Novais Teixeira, 54 anos.

Hilderval Teixeira deixa a esposa, três filhos e cinco netos

Casados há 60 anos e meio, Maria do Carmo Gonçalves Novais Teixeira, 82, relembra com muita emoção e carinho os momentos ao lado de Hilderval. "Ele era bem festeiro, gostava de cantar. Levou uma vida muito bonita. É um momento difícil, mas a gente sabe que ele partiu e deixou bons frutos", relata.

Hilderval Teixeira deixou a esposa, três filhos, cinco netos e uma bisneta que está por chegar. Por conta das limitações impostas pela pandemia não haverá velório. Ele será sepultado às 16h30, desta terça (21/7), na ala dos Pioneiros no Cemitério Campo da Esperança, no Plano Piloto.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação