Cidades

Proteção de militares

postado em 30/07/2020 04:06
Após a suspeita de que militares do Batalhão de Polícia Militar Ambiental (BPMA) estariam tentando proteger os alvos da operação da PCDF, incluindo Pedro Henrique, a Policial Militar do Distrito Federal (PMDF) irá instaurar um inquérito para investigar o caso. A informação foi confirmada ao Correio pela corporação.

A PMDF afirmou que adotará todas as medidas necessárias após a análise dos fatos. ;A Corregedoria da PM irá conduzir os trabalhos de investigação com o Ministério Público Militar;, esclareceu a corporação. A medida veio após as investigações da 14; Delegacia de Polícia (Gama) apontarem para uma possível proteção aos envolvidos no caso.

A naja só foi encontrada um dia depois do ocorrido, em 8 de julho, próximo ao shopping Pier 21, após Gabriel Ribeiro ter deixado o animal no local. Policiais civis estavam em contato com o jovem para a entrega da serpente. A princípio, estava tudo certo para ele devolver a cobra, mas em determinado momento, o estudante mudou de ideia e informou aos agentes que só entregaria o animal aos policiais militares.

Em depoimento, o policial responsável afirmou que Gabriel teria dito para ir em vários outros locais que, supostamente, estaria a cobra. Os militares seguiram, então, para a Ponte Alta do Gama, Lago Norte, Lago Sul, Setor de Mansões Lago Norte, Guará e, por fim, no estacionamento do shopping. A cobra estava em um recipiente plástico e foi conduzida à delegacia. Gabriel não foi apreendido neste dia, o que aumenta os indícios de ocultação de provas.

Clínica é investigada
Outro alvo investigado pela polícia é a clínica Exotic Life, localizada na Asa Norte. Em relatório, o Ibama considerou que o estabelecimento apresenta inúmeros espécimes exóticos e silvestres, para servirem de animais de estimação. Segundo o órgão, todos seriam ;indubitavelmente; ilegais, tais como naja, jararaca-do-Cerrado, pítons, porco espinho pigmeu e um camaleão.

A clínica veterinária esclareceu que a acusação ;é novidade; e que não teve acesso ao relatório. ;Estamos sabendo dessas informações apenas por meio de reportagens. O advogado da Exotic Life está se inteirando do assunto. Iremos nos manifestar assim que tivermos acesso a mais informações;, afirmou. (DD)

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação