Cidades

Mais de 900 pessoas tiveram alta do Hospital de Campanha do Mané Garrincha

A unidade recebeu os primeiros pacientes em 22 de maio com o foco em leitos de retaguarda, ou seja, para casos menos graves e em recuperação. A média de permanência na unidade é de 11 dias

Correio Braziliense
Correio Braziliense
postado em 02/08/2020 09:50
Na última sexta-feira (31/7), 13 pacientes com covid-19 puderam voltar para casa e rever os familiares após um período sem qualquer proximidade físicaMais de 900 pessoas venceram a covid-19 após passar algum tempo internadas no Hospital de Campanha do Estádio Nacional Mané Garrincha. Na última sexta-feira (31/7), 13 pacientes puderam voltar para casa e rever os familiares após um período sem qualquer proximidade física.

A unidade recebeu os primeiros pacientes em 22 de maio com o foco em leitos de retaguarda, ou seja, para casos menos graves e em recuperação. A média de permanência na unidade é de 11 dias. De acordo com a Secretaria de Saúde, a estrutura está equipada com 197 leitos, sendo 173 de enfermaria adulto, mais 20 de suporte avançado e quatro de emergência.

Cada paciente que recebe alta é conduzido de cadeiras de rodas até a família, que aguarda do lado de fora do estádio. Durante o percurso toca a música de escolha de cada paciente. Nesta tarde, as músicas tinham um tema que se destacou: de agradecimento, fé e esperança.

Mais leitos

No último sábado (1;/8), o Distrito Federal recebeu mais 80 leitos de unidade de terapia intensiva (UTI) para o tratamento dos pacientes com covid-19. Os equipamentos estão no Hospital de Campanha do Centro Médico da Polícia Militar, que começou operar ontem.

Com isso, a rede pública de saúde passa a contar com 757 leitos com suporte de ventilação mecânica para tratamento da covid-19, segundo a Secretaria de Saúde. Além dos leitos de UTI, a unidade conta com 20 de enfermaria. A operação do hospital contou com a cooperação técnica do Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do Distrito Federal (Iges-DF).

* Com informações da Secretaria de Saúde

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação