Cidades

Zona Verde: veja como funcionaria a cobrança de estacionamento no Plano

Enquete do Correio mostra que população está insatisfeita com a medida. Sugestões e contribuições podem ser enviadas para a pasta até 14 de agosto

Tainá Seixas
postado em 03/08/2020 22:24
Estacionamento do Setor Bancário NorteO projeto de tornar estacionamentos públicos da zona central de Brasil pagos e rotativos está gerando discussões nas redes sociais. Enquete feita pelo Correio Braziliense no Twitter na semana passada indica que 78,8% das respostas são desfavoráveis à medida.

Em audiência pública, organizada pela Secretaria de Mobilidade, na última sexta-feira (31/7), manifestações de cidadãos e líderes comunitários presentes também demonstraram desagrado quanto à proposta. Mensagem repassada no WhatsApp durante o evento pedia que as pessoas entrassem na live da audiência, no YouTube, e dessem dislike no vídeo. Atualmente, o vídeo tem mais de 15 mil dislikes. Em contrapartida, apenas 482 likes.
Texto compartilhado pelo WhatsApp pede que cidadãos deem dislike em vídeo de audiência pública que discute o tema
A Secretaria de Mobilidade deve apresentar, nesta semana, o projeto a deputados distritais e federais do DF, além de órgãos de controle. Devido a problemas no e-mail da pasta, o prazo para envio de contribuições e sugestões para o projeto Zona Verde foi prorrogado até 14 de agosto. As sugestões devem ser encaminhadas ao e-mail consultazonaverde@gmail.com.

Entenda como funcionará a cobrança dos estacionamentos:


A proposta do GDF é criar quatro zonas diferentes de cobrança pelo estacionamento público, diferindo em horário de funcionamento, tempo máximo de permanência e tarifas de estacionamento.
Zona Ipê Amarelo - abrangerá áreas onde há comércios e residências, como as quadras residenciais e comerciais do Plano Piloto. Nelas, moradores da quadra terão direito à isenção de pagamento de um carro estacionado em vaga pública. Se houver mais de um carro por moradia, será cobrado o estacionamento.
Taxa: R$ 2 por hora, para carros, e R$ 1, para motos.
Permanência: Até 2h.
Zona Ipê Roxo - composta pelo Eixo Monumental e quadras próximas, como setores bancários e comercial norte e sul e o setor de rádio e televisão.
Taxa: R$ 5 por hora para carros, e R$ 2,50 por hora para motos.
Permanência: Até 5 horas.
Zona Ipê Rosa - comportará bolsões de estacionamento próximos a autarquias e prédios públicos do Plano Piloto.
Taxa: R$ 5 por hora, para carros, e R$ 2,5, para motos.
Permanência: Até 12 horas
Zona Ipê Branco - bolsões de estacionamentos próximos a transportes públicos e coletivos.
Taxa: R$ 0,50 por hora, para carros e motos.
Permanência: Até 18 horas.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação